Diario de Pernambuco
Busca

EXPLORAÇÃO ESPACIAL

Nasa dispara laser e atinge sonda indiana na Lua

Experiência foi um teste para treinar localização no ambiente lunar. A sonda indiana Vikram não funciona mais

Publicado em: 22/01/2024 15:09


Retrorrefletor é do tamanho de um biscoito  (foto: Reprodução/Nasa)
Retrorrefletor é do tamanho de um biscoito (foto: Reprodução/Nasa)

Um robô da Agência Espacial norte-americana (Nasa) disparou laser contra a sonda Vikram, da Organização de Pesquisa Espacial Indiana (ISRO), na Lua. O tiro, pela primeira vez, foi disparado ao redor da Lua até o alvo localizado sob a superfície. O disparo que atingiu o equipamento indiano fez parte de uma experiência científica da Nasa.

 

"Mostramos que podemos localizar nosso retrorrefletor na superfície, a partir da órbita da Lua”, disse o líder da missão Xiaoli Sun, do Goddard Space Flight Center da Nasa, em um comunicado. "O próximo passo é aprimorar a técnica para que ela se torne rotina em missões que queiram utilizar esses retrorrefletores no futuro.”

 

Na Lua, segundo a Nasa, o uso do disparo a laser pode ser usado para determinar a localização precisa de um objeto estacionário — elemento que está em repouso ou que não apresenta mudanças em sua posição ou estado ao longo do tempo. 

 

 

 

Como foi o disparo

 

O laser foi disparado por meio do altímetro do Lunar Orbiter, identificado pela sigla Lola. Para que o Lola mirasse na sonda indiana, a equipe de Xiaoli Sun desenvolveu o refletor do tamanho de um biscoito na Vikram, capaz de refletir a luz vinda de qualquer direção.

 

Segundo a Nasa, a sonda Vikram não funciona mais. Logo, ela não se moverá pelo espaço e ficará apenas em órbita. Na prática, a "fácil" identificação da localização da Vikram servirá como guia para futuras missões que se moverão na superfície da Lua.

 

 

Confira as informações no Correio Braziliense

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL