Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de DP+Ciência

ASTRONOMIA

Saiba como observar o eclipse solar na tarde deste sábado (30)

Publicado em: 29/04/2022 16:05

 (crédito: FELIPE TRUEBA/AFP)
crédito: FELIPE TRUEBA/AFP
O primeiro eclipse solar de 2022 ocorre neste sábado (30). Porém, poucas pessoas no mundo terão o privilégio de assistir o fenômeno. O eclipse só será visto em regiões remotas do mundo, como o extremo sul da América do Sul, Antártica e na parte sul dos oceanos Pacífico e Atlântico.

Mas quem está no resto do mundo também poderá assistir o fenômeno por meio do uma transmissão em tempo real no canal do Observatório Nacional, unidade de pesquisa vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), no YouTube, a partir das 15h.

Além do eclipse, quem assistir a transmissão também terá a oportunidade de acompanhar a explicação da astrônoma Josina Nascimento sobre como ocorrem os eclipses.
 
Em 2022, terão dois eclipses do sol, mas nenhum poderá ser visto do Brasil.

De acordo com o Observatório Nacional, um eclipse do Sol ocorre quando a Lua fica entre o astro e a Terra projetando uma sombra sobre o nosso planeta. 

Conjunção entre Vênus e Júpiter
 
O Observatório Nacional também irá transmitir neste fim de semana outro fenômeno. Na madrugada deste sábado (30), a partir das 4h, a instituição vai mostrar, em tempo real, a conjunção entre os dois planetas mais brilhantes do céu, Vênus e Júpiter.

A conjunção astronômica é um evento entre dois corpos celestes caracterizado por eles estarem na mesma linha. O fenômeno também poderá ser visto a olho nu. Basta olhar para o céu antes do amanhecer e na direção do nascer do Sol. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Cada vez mais brasileiros procuram a medicina tradicional chinesa
Manhã na Clube: entrevistas com Bruno Rodrigues e Débora Almeida
Grupo Diario de Pernambuco