FAKE NEWS

Ministro aciona AGU contra Nikolas por fake news sobre banheiros unissex

Os deputados Nikolas Ferreira e Felipe Barros publicaram vídeos com informações falsas e distorcidas sobre a liberação de banheiros unissex no Brasil

Publicado em: 23/09/2023 11:48 | Atualizado em: 23/09/2023 12:58

 (Bruno Spada/Câmara dos Deputados
)
Bruno Spada/Câmara dos Deputados
O ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida, acionou a Advocacia-Geral da União (AGU) contra os deputados federais Nikolas Ferreira (PL/MG) e Felipe Barros (PL/PR) por publicarem vídeos com informações falsas e distorcidas sobre a liberação de banheiros unissex pelo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A informação é do colunista Lauro Jardim, de O Globo.
 
O ministro pediu que sejam tomadas providências cabíveis em âmbito administrativo, cível e criminal contra os parlamentares, segundo o jornalista. No ofício enviado à AGU, Almeida aponta que Nikolas divulgou vídeo em que distorce a Resolução do Conselho Nacional dos Direitos das Pessoas LGBTQIA+. O órgão teria autonomia para deliberar sobre o assunto. Já Felipe Barros afirma que o Ministério dos Direitos Humanos “instituiu” o banheiro unissex nas escolas brasileiras.
 
 
O documento explica que, diferentemente do que afirmam os deputados, nem o ministro nem o presidente tiveram participação ou influência na produção da resolução e consideram ainda os comentários ofensivos e crimes contra a honra e de dano moral cometido contra o ministro e o presidente.
 
Nessa quinta-feira (21/09), a juíza Kenea Márcia Damato de Moura Gomes, da 5ª Vara Criminal de Belo Horizonte, recebeu a denúncia oferecida pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) contra Nikolas, por incitação ao preconceito e discriminação contra uma adolescente transexual.  
 
As informações são do Estado de Minas.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL