Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

CRIME NA AMAZÔNIA

Terceiro suspeito de envolvimento nas mortes de Bruno e Dom é preso

Publicado em: 18/06/2022 11:26

 (crédito: Divulgação/PC-AM)
crédito: Divulgação/PC-AM
O terceiro suspeito de envolvimento nos assassinatos do jornalista Dom Phillips e do indigenista Bruno Araújo se entregou para a polícia na manhã deste sábado (18). A informação foi confirmada pelo Comitê de Crise, coordenado pela Polícia Federal no Amazonas. 

Jeferson da Silva Lima, conhecido como "Pelado da Dinha" se entregou na delegacia de Atalaia do Norte, no Amazonas. De acordo com a PF, ele será interrogado e encaminhado para audiência de custódia. Jeferson estava foragido desde esta sexta, quando a Polícia Federal emitiu mandado de prisão contra ele.

Além dele, os irmãos Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como "Pelado", que confessou o crime, e Oseney da Costa de Oliveira também estão presos acusados de participação nas mortes. 

De acordo com a União das Organizações Indígenas do Vale do Javari (Univaja) existe um grupo criminoso que estaria envolvido com o assassinato de Dom e Bruno. Já segundo a PF, os irmãos, junto a outros envolvidos, teriam agido por vontade própria. 

Nesta sexta, a Polícia Federal confirmou que um dos corpos encontrados é do jornalista Dom Phillips, o outro ainda está sendo periciado. O local onde estavam os restos mortais foi apontado por Amarildo da Costa de Oliveira. A perícia está sendo feita no Instituto Nacional de Criminalística da corporação, em Brasília. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Nova presidente da Caixa toma posse e anuncia primeiras medidas
Manhã na Clube: entrevista com o ex-ministro e pré-candidato ao senado, Gilson Machado
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Grupo Diario de Pernambuco