Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

CASO DOM E BRUNO

PF se desculpa por não citar indígenas e ribeirinhos em agradecimentos

Publicado em: 15/06/2022 22:01

 (Foto:  João LAET / AFP)
Foto: João LAET / AFP
O superintendente da Polícia Federal do Amazonas (PF-AM), Alexandre Fontes, se desculpou, em coletiva, nesta quarta-feira, por não ter mencionado o trabalho dos indígenas e ribeirinhos locais que estiveram presentes nas buscas por Bruno Pereira e Dom Philips. Ele acrescentou que, quando havia segurança para eles, sempre estavam presentes na operação. Em nenhum momento a União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) foi citada e não havia nenhum indígena sentado à mesa da coletiva. 

O coordenador da Univaja e representante da associação em Brasília, Beto Morubo, informou ao Correio, no primeiro dia de busca oficial, que os indígenas treinados no grupo de vigilância pelo indigenista Bruno Pereira estavam se dedicando à procura pelos desaparecidos desde o dia anterior, no domingo (5).

“A gente tem auxiliado, a equipe que o Dom foi entrevistar permanece nas buscas dos locais até agora. Esperamos que mais órgãos entrem na busca para que a gente tenha um pente fino desse processo”, informou na ocasião.

Há dois dias, Morubo também se pronunciou sobre o incômodo de não ter os devidos créditos mencionados pela grande mídia. De acordo com ele, os 26,40 km² de extensão percorridos pelas autoridades nos 11 dias de buscas no Vale do Javari foram mapeados pelos indígenas. “A área de busca atual foi mapeada e indicada às autoridades pelos indígenas”, informou.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Planta gigante, prima da vitória-régia, é descoberta em Londres
Manhã na Clube: entrevistas com a deputada estadual Teresa Leitão (PT) e Juliana César
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Quem é Júlio Lancellotti, o padre antissistema que dá esperança aos pobres
Grupo Diario de Pernambuco