Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

DESAPARECIDOS

ONU cobra empenho do Brasil para encontrar jornalista e indigenista

Publicado em: 10/06/2022 09:37

 (Foto: Carlos Vieira/CB)
Foto: Carlos Vieira/CB
O Alto Comissariado das Nações Unidas para Direitos Humanos cobrou, nesta sexta-feira (10), que o governo brasileiro se empenhe em localizar o jornalista Dom Phillips e o indigenista Bruno Pereira. Os dois desapareceram há cinco dias no Vale do Javari, na Amazônia.

Em um pronunciamento, a porta-voz da agência, Ravina Shamdasani, disse que é necessário que as autoridades em nível federal e local "reajam de forma robusta e expedita" para encontra-los. "Instamos as autoridades brasileiras a redobrarem seus esforços para encontrar Phillips e Pereira, com tempo de urgência, tendo em vista os riscos reais aos seus direitos à vida e à segurança", afirmou.

Ravina Shamdasani também destacou a importância do trabalho que estava sendo realizado pelo jornalista e pelo indigenista, e que devido a isso, Bruno já tinha recebido ameaças.

"Phillips e Pereira têm desempenhado um papel importante na conscientização e defesa dos direitos humanos dos povos indígenas da área, inclusive monitorando e denunciando atividades ilegais no Vale do Javari. Pereira teria recebido ameaças relacionadas ao seu trabalho em defesa dos povos indígenas e do meio ambiente", afirmou.

Por fim, a agência ainda falou sobre a preocupação com os constantes ataques e perseguições enfrentados por quem defende os direitos humanos, ambientalistas e jornalistas no Brasil. "As autoridades têm a responsabilidade de protegê-los e garantir que possam exercer seus direitos, inclusive à liberdade de expressão e associação, livres de ataques e ameaças", disse.

Investigação 
Nesta quinta-feira (9), a Justiça decretou a prisão temporária do suspeito Amarildo da Costa de Oliveira, 41 anos, conhecido como "Pelado", preso em flagrante na última terça-feira (7) pela Polícia Federal. A PF encontrou vestígios de sangue na embarcação dele. O material está sendo periciado.

Os dois desapareceram no Vale do Javari, na Amazônia, quando faziam uma viagem entre a comunidade Ribeirinha São Rafael até a cidade de Atalaia do Norte no domingo (5). Bruno já tinha denunciado que estaria recebendo ameças devido ao trabalho que realiza em defesa dos indígenas.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Nova presidente da Caixa toma posse e anuncia primeiras medidas
Manhã na Clube: entrevista com o ex-ministro e pré-candidato ao senado, Gilson Machado
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Grupo Diario de Pernambuco