Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

OPERAÇÃO JAVARI

Governo enviou 300 servidores para ajudar em buscas no Amazonas

Publicado em: 18/06/2022 15:12

 (Foto: Comunicação Social Superintendência Regional de Polícia Federal no Amazonas)
Foto: Comunicação Social Superintendência Regional de Polícia Federal no Amazonas
A Secretaria de Comunicação do governo federal (Secom) informou neste final de semana que mais de 300 funcionários - entre militares, policiais federais, servidores da Fundação Nacional do Índio (Funai) e integrantes das Forças Nacionais - foram deslocados para ajudar nas operações de busca e investigação do paradeiro do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira.

Os corpos de Dom Phillips e de Bruno Pereira já foram localizados e identificados. “Em rápida ação, nesta sexta-feira, a perícia da Polícia Federal, com base em exames de odontologia legal combinados com a antropologia forense, identificou que o material biológico encontrado é do jornalista Dom Phillips”, informou a Secom em nota.
 
 
Infográfico mostra linha do tempo e recursos empregados na busca por jornalista e indigenista desaparecidos (Foto: Secretaria de Comunicação Social/Secom)
Infográfico mostra linha do tempo e recursos empregados na busca por jornalista e indigenista desaparecidos (Foto: Secretaria de Comunicação Social/Secom)

As buscas foram realizadas em uma área equivalente a mais de 3 mil campos de futebol - cerca de 26,4 km².

Na tarde de hoje (18), a Polícia Federal prendeu mais um acusado de envolvimento nos assassinatos.  
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Nova presidente da Caixa toma posse e anuncia primeiras medidas
Manhã na Clube: entrevista com o ex-ministro e pré-candidato ao senado, Gilson Machado
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Grupo Diario de Pernambuco