Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

INVESTIGAÇÃO

Em Goiás, ex-militar das Forças Armadas é preso por fabricar e vender armas caseiras

Publicado em: 20/06/2022 21:39

 (Foto: PMGO/Divulgação)
Foto: PMGO/Divulgação
Um ex-militar temporário das Forças Armadas foi preso pela Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) ao ser flagrado vendendo armas caseiras em Valparaíso (GO), no Entorno do Distrito Federal. O jovem, de 23 anos, estava na porta de casa aguardando pelo comprador, quando militares chegaram e o abordaram. Na casa dele, os PMs apreenderam submetralhadora, três armas, espingarda, munições e até um arco e flecha profissional.

As equipes da PMGO receberam informações de policiais militares de Sobradinho do Grupo Tático Operacional 33 (Gtop) de que um homem estaria comercializando armas em uma residência situada nas Chácaras Araguaias, em Valparaíso. “Diante das informações, seguimos em patrulhamento na região e avistamos um homem com as mesmas características que havíamos recebido”, detalhou o soldado Guimarães.

Segundo as investigações, as vendas dos armamentos eram negociadas pela internet e, em local e horário combinados, o ex-militar entregava as armas. Ao ser abordado, os policiais encontraram com o suspeito uma arma de fogo caseira pistola de calibre .22. “Para nós, ele confessou que confeccionava armas caseiras e que tinha outras armas em casa e nos levou até lá”, complementou o soldado.

Nos quartos e na sala, o ex-militar guardava espingardas e submetralhadora do tipo caseira, além de pistolas municiadas. Na residência, também foram apreendidas mais de 50 munições de calibres distintos, uma balestra com oito flechas, uma balança de precisão para pesar os conteúdos de munições e inúmeros insumos para confecção de armas caseiras. Uma das pistolas confeccionadas pelo suspeito seria vendida a R$ 1,6 mil, quase R$ 2 mil a menos do preço de mercado.

Para a polícia, o jovem alegou que era registrado como caçador, atirador e colecionador (CAC), mas não apresentou nenhuma documentação. O preso foi encaminhado à delegacia do Céu Azul e permanecerá à disposição da Justiça.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Nova presidente da Caixa toma posse e anuncia primeiras medidas
Manhã na Clube: entrevista com o ex-ministro e pré-candidato ao senado, Gilson Machado
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Grupo Diario de Pernambuco