Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

SAUDADE

Mãe de Elisa Samúdio: "Abracem e beijem seus filhos, porque a gente nunca sabe o dia seguinte'"

Publicado em: 08/05/2022 15:15

Sônia Moura cria o neto Bruninho e diz que encontra nele forças para sobreviver após o assassinato da filha (Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Sônia Moura cria o neto Bruninho e diz que encontra nele forças para sobreviver após o assassinato da filha (Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Sônia Moura cria o neto desde os primeiros meses de vida. Ela conta como os dois superam a cada dia a falta da mãe do menino, que tem hoje 12 anos. Sônia é mãe de Elisa Samúdio, assassinada em 2010, em um crime que mesmo após a condenação dos envolvidos guarda lacunas. O corpo da modelo nunca foi encontrado.

No papel de avó, com as responsabilidades de mãe, dona Sônia fala das alegrias de criar o neto e dos desafios. Bruninho é a inspiração da mulher que perdeu a filha para a violência, mas não perdeu a ternura, e se desdobra nas tarefas de mãe e avó. Ela também defende a aprovação do Estatuto das vítimas e deixa uma mensagem forte para todas as mães de filhos e filhas vivos ou que Mães não estão mais entre nós.

Esta é uma das entrevistas que homenageiam as mães que perderam filhos ou filhas para a violência, mas não perderam a ternura e continuam a amar. Confira no vídeo:


TAGS: moura | sônia | neto | goleiro | samudio | elisa | bruno |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevista com Raquel Lyra (PSDB)
Casamento de Lula e Janja: celulares barrados na entrada
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Grupo Diario de Pernambuco