Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

Saúde

Ida ao oftalmologista poderia ter evitado 700 mil casos de perda de visão no Brasil

Publicado em: 27/04/2022 14:50 | Atualizado em: 30/04/2022 15:08

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação
Uma ida anual ao oftalmologista poderia ter feito com que 700 mil brasileiros com perda total de visão estivessem enxergando, normal ou parcialmente. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 45,5% dos casos de distúrbios visuais no mundo (2,2 bilhões) poderiam ser evitados com tratamento e medidas de prevenção. Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), 60% dos casos de cegueira são evitáveis e 34% da população adulta brasileira nunca se consultou com um oftalmologista.

Os dados acima só reforçam a importância da prevenção para a saúde dos olhos. E as estatísticas ganham ainda mais relevância em campanhas preventivas e de conscientização como o Abril Marrom. O mês, que se encerra neste sábado (30),está sendo dedicado à conscientização da população para as doenças que podem levar à cegueira. O Diretor Médico do Hospital de Olhos de Pernambuco (HOPE), o oftalmologista Pedro Leonardo Soriano, reforça a importância da iniciativa. “Realizamos uma campanha junto aos nossos pacientes e colaboradores, alertando para as principais causas de cegueira, bem como os cuidados que os pacientes deverão ter”, explica.

O oftalmotolista Pedro Spriano destaca que a relevância do Abril Marrom se torna maior com a pandemia da Covid-19. “A pandemia nos mostrou a importância de uma melhor higienização das mãos, evitar aglomerações, evitar colocar mãos nos olhos”, explica. A pandemia afetou de forma significativa o número de consultas e cirurgias relacionadas à visão no âmbito Sistema Único de Saúde (SUS) em 2020. De acordo com dados apurados pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), a partir de registros do Sistema de Informações Ambulatoriais do SUS, cerca de 3,7 milhões de consultas deixaram de ser realizadas, uma queda de 35%. No caso das cirurgias, houve uma redução de 390 mil procedimentos, queda de 27%. A comparação é em relação a 2019, ano pré-pandemia.

Principais causas da cegueira

Entre as causas mais comuns de cegueira estão a catarata, o glaucoma, os erros refrativos, a retinopatia diabética e a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI). Muitas dessas doenças aparecem de forma silenciosa e não apresentam sintomas no início, o que reforça a importância do diagnóstico precoce e acompanhamento oftalmológico durante todas as fases da vida.

Diabetes e sedentarismo

O aumento do sedentarismo e a piora nos hábitos alimentares durante a pandemia também favoreceram o aumento de casos de diabetes, doença fortemente associada ao surgimento de problemas na visão. Doenças oftalmológicas como: retinopatia diabética, glaucoma, catarata e edema macular podem ser provocadas pelo excesso de açúcar no sangue e, quando não tratadas, são capazes de gerar danos irreversíveis à visão.

Como surgiu a campanha

O Abril Marrom surgiu em 2016 através da iniciativa do médico Suel Abujamra, especialista em oftalmologia e ex-presidente do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO). A escolha do mês se deu em homenagem ao nascimento de José Álvares de Azevedo, professor que em 1850 trouxe o alfabeto Braille para o Brasil, escrita tátil utilizada por pessoas cegas ou com baixa visão. Já a opção pelo Marrom ocorreu pela cor ser a mais presente dos olhos da maioria dos brasileiros.

Dicas de cuidados para os olhos

• Siga corretamente todas as orientações do seu médico oftalmologista. Utilize colírios com orientação e nunca por conta própria; 

• Vá ao oftalmo pelo menos uma vez ao ano e sempre que sentir desconforto ou mudanças em sua visão; 

• Faça mapeamento de retina sempre que houver necessidade; 

• Evite coçar os olhos e, se o fizer, higienizar bem as mãos; 

• Nunca durma com maquiagem ou utilize algum produto com a validade vencida, próxima à região dos olhos.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Cada vez mais brasileiros procuram a medicina tradicional chinesa
Grupo Diario de Pernambuco