TECNOLOGIA

São Paulo lança aplicativos para acionar PM e Bombeiros

Publicado em: 05/01/2022 20:10

 (Foto: Tânia Rego/Agência Brasil)
Foto: Tânia Rego/Agência Brasil
O governo de São Paulo lançou hoje (5) dois aplicativos para acionamento dos serviços da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros no estado. Segundo o governo, por meio desses aplicativos, a população de todo o estado paulista poderá solicitar atendimento emergencial para as duas instituições.

"O governo de SP acaba de lançar, no início deste ano, dois novos aplicativos para que a população possa acionar a Polícia e os Bombeiros do celular, sem precisar realizar chamada telefônica. É mais um canal rápido e eficiente para atendimento emergencial de qualquer cidadão aqui no estado de São Paulo", disse o governador de São Paulo, João Doria.

O aplicativo Bombeiros Emergência 193 já está disponível para download nos sistemas Android e IOS. Já o 190 SP estará disponível para download em breve.

Para utilizar os aplicativos, o usuário vai precisar fazer um breve cadastro com nome completo, telefone, e-mail e CPF. Depois disso, já poderá informar a ocorrência e confirmar a localização para que as viaturas dos Bombeiros ou da Polícia Militar possam atender ao chamado.

O aplicativo dos bombeiros, segundo o governo, vai atender todo tipo de ocorrência como incêndios, afogamentos, atropelamentos, vítimas de acidente de trânsito e paradas cardiorrespiratórias. Já o 190 SP vai permitir o registro de chamadas de violência doméstica, perturbação do sossego e aglomeração, por exemplo. A partir de fevereiro, o aplicativo da polícia irá permitir também o envio de fotos, áudios e vídeos de até 10 segundos como reforço do fato registrado. Outras modalidades de ocorrência serão disponibilizadas futuramente, na atualização do aplicativo.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

Porto Alegre sanciona lei para serviço de loteria municipal

19/08/2022 às 13h20

Rio restabelece parte dos serviços atingidos por ataque hacker

19/08/2022 às 12h12

Prorrogada presença da Força Nacional em terra indígena no RS

19/08/2022 às 09h15

Vale prevê mais 13 anos para eliminar barragens como Brumadinho

19/08/2022 às 08h12

Ex-vereador Gabriel Monteiro tem mandato cassado

18/08/2022 às 22h58

Confira os resultados da Lotofácil 2602 e da Timemania 1823 desta quinta-feira

18/08/2022 às 21h52

Anvisa discute liberação da vacina infantil para seis meses a quatro anos

18/08/2022 às 19h31

Brasil é o 5º país com mais casos da varíola do macaco

18/08/2022 às 19h24

Colisão mata sete pessoas em Piracanjuba, entre elas duas crianças

18/08/2022 às 14h40

STF decide que profissionais de saúde vítimas da Covid devem ser reparados

18/08/2022 às 14h35

Menino de 2 anos entra em máquina de pegar pelúcias no Rio

18/08/2022 às 13h20

Sorvetes Häagen-Dazs são recolhidos por suspeita de substância tóxica

18/08/2022 às 12h48

Celular explode enquanto criança assistia a vídeo no Ceará

18/08/2022 às 12h34

Quatro pessoas são presas com uma tonelada de cabos de cobre

18/08/2022 às 10h44

Fontes renováveis na matriz energética devem aumentar em 2022, diz MME

18/08/2022 às 10h02

Sérvia e Kosovo mantêm diálogo sob a égide da UE

18/08/2022 às 09h48

Serviços no Rio ainda não foram normalizados após ataque de hacker

18/08/2022 às 09h36

Termina nesta quinta-feira prazo para pedir voto em trânsito

18/08/2022 às 09h05