DESASTRE AMBIENTAL

Pelo menos 17 milhões de animais morreram em queimadas no Pantanal apenas em 2020

Publicado em: 03/01/2022 20:39

 (crédito: Mauro Pimentel/AFP
)
crédito: Mauro Pimentel/AFP
O tamanho da área de floresta desmatada e vítima de incêndios, muitas vezes criminosos, não é capaz de retratar a tragédia vivida pelo Brasil nos últimos anos. Mas um novo número pode ajudar a explicar o que o país enfrenta. No ano de 2020, pelo menos 17 milhões de animais vertebrados morreram em queimadas no Pantanal.


Os números foram levantados em um trabalho de 30 cientistas publicadas na última semana do ano passado na revista cientifica Scientific Reports, que pertence ao grupo Nature. Entre os animais, tartarugas, lagartos grandes, aves de todos os portes, sucuris e outras cobras, tamanduás, diversos primatas e até grandes mamíferos.

Para chegar ao número, os cientistas adotaram a técnica de amostragem por distância para estimar a densidade e o número de vertebrados mortos nos 39 mil quilômetros quadrados afetados pelo fogo. “O caso do Pantanal também nos lembra que o impacto cumulativo das queimadas generalizadas seria catastrófico, pois a recorrência do fogo pode levar ao empobrecimento dos ecossistemas e à interrupção de seu funcionamento”, explica o grupo no trabalho.

Os cientistas ainda alertam que o número de animais mortos pode ser bem maior. “As estimativas não refletem o número completo de mortalidade, já que efeitos ocultos (por exemplo, subterrâneos), atrasados ou de segunda ordem certamente causaram um número desconhecido de mortes. Na verdade, a mortalidade tardia pode ser causada não apenas por queimaduras corporais, mas também por mudanças na vegetação e os consequentes impactos na qualidade, disponibilidade e produtividade dos recursos em todos os níveis tróficos, levando os sobreviventes à fome”, explica.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

Nove em cada dez crianças e adolescentes são usuárias de internet

16/08/2022 às 18h44

Ministério da Saúde nomeia novo secretário-executivo

16/08/2022 às 18h38

Ciro confirma presença na posse de Alexandre de Moraes no TSE

16/08/2022 às 17h50

Anvisa discutirá suspensão do registro de vacina contra varíola do macaco

16/08/2022 às 17h45

Golpistas fraudam documentos com QR Code que direciona para música dos anos 80

16/08/2022 às 17h40

Jovem é levada a tribunal do crime após negar beijo a chefe do PCC

16/08/2022 às 17h35

Servidor do INSS condenado por estuprar a filha é preso na Asa Sul

16/08/2022 às 16h20

Modelo trans sofre agressão e abuso sexual de motorista de aplicativo

16/08/2022 às 15h40

Polícia Militar pede prisão de PMs que abordaram jovem achado morto em Goiânia

16/08/2022 às 15h10

Polícia investiga fraudes na aquisição de testes rápidos da Covid na Bahia

16/08/2022 às 14h50

VÍDEO: Homens invadem loja e roubam 7 motos em São Bernardo do Campo

16/08/2022 às 14h00

PF cumpre oito mandados contra hackers que derrubaram ConecteSUS

16/08/2022 às 13h55

Consumidores apresentam quase 1 milhão de reclamações na Anatel

16/08/2022 às 10h05

Homem é preso após esfaquear a ex-namorada em Minas Gerais

16/08/2022 às 10h01

Covid-19: Brasil registra 7,9 mil casos e 120 mortes em 24 horas

15/08/2022 às 22h51

Brumadinho: CGU multa Vale em R$ 86 mi com base na Lei Anticorrupção

15/08/2022 às 22h35

Confira os resultados da Quina 5924 e Lotofácil 2599 desta segunda-feira

15/08/2022 às 20h23

Varíola dos macacos: calendário de vacinação deve sair nesta semana

15/08/2022 às 20h01