Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

VIOLAÇÃO DAS REGRAS

Luciano Hang, dono da Havan, tem conta suspensa pelo Twitter

Publicado em: 12/01/2022 21:50

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação
Nesta quarta-feira (12), a conta de Luciano Hang, dono das lojas Havan, foi suspensa no Twitter por violar as regras da rede. Ao menos é essa a mensagem que aparece ao internauta que busca pelo empresário na rede social. No entanto, a plataforma ainda não divulgou oficialmente o motivo de tirar o perfil do ar.

Luciano Hang também não se manifestou. Apesar do Twitter do dono da Havan ter saído do ar, as contas do empresário no Instagram e Facebook, que não têm ligação com a rede social em questão, seguem ativas.
 
Nos últimos dias, Luciano Hang havia feito uma postagem no Twitter se posicionando de forma contrária à vacinação de crianças contra a Covid-19. 
 
 (A mensagem exibida aos internautas é de 'conta suspensa'. Foto: Reprodução)
A mensagem exibida aos internautas é de 'conta suspensa'. Foto: Reprodução


No post, o empresário compartilhou um vídeo em que o médico José Augusto Nasser pedia para que pais não vacinassem seus filhos. O especialista foi um dos indicados pela deputada Bia Kicis (PSL-DF) para participar da audiência pública do governo federal. Ele se posicionou contra a imunização de crianças de 5 a 11 anos.

Como forma de combater informações falsas ao longo da pandemia, o Twitter tem excluído postagens e perfis acusados de compartilhar mentiras e desinformação.
 
Nesta semana, o pastor Silas Malafaia também teve postagens apagadas na rede social após violar as regras da plataforma. Em uma postagem, ele comparou a vacinação infantil ao assassinato de crianças. Ao todo, foram 11 postagens tiradas do ar. Silas Malafaia e Luciano Hang são apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), contrário à vacinação infantil contra a Covid-19.
 
Apesar disso, essa não é a primeira vez que Luciano Hang teve sua conta suspensa pelo Twitter. Há cerca de dois anos, em julho de 2020, a conta do empresário também foi tirada do ar na plataforma por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, no inquérito das fake News.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Supervacinada: Rafaela inaugura a fase da imunização de crianças contra a Covid no Recife
ONG acusa Bolsonaro de ameaçar a democracia no Brasil
Primeiro lote de vacinas pediátricas chega ao Brasil
Manhã na Clube: entrevista com a psicóloga Renata Sales
Grupo Diario de Pernambuco