Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

VACINAÇÃO INFANTIL

Estados se preparam para início da vacinação de crianças contra Covid-19

Publicado em: 06/01/2022 18:36

 (Foto: Angela Weiss / AFP)
Foto: Angela Weiss / AFP
Após o anúncio da autorização do Ministério da Saúde para que crianças de 5 a 11 anos sejam vacinadas contra a Covid-19 sem a exigência de prescrição médica, diversos prefeitos e governadores do país se manifestaram. Com isso, as secretarias de saúde locais divulgaram o planejamento para colocar em prática o novo calendário de imunização.


O Ministério da Saúde informou que as duas doses devem ser aplicadas no intervalo de oito semanas, prazo superior aos 21 dias especificados na bula do imunizante da Pfizer, o único liberado até o momento para a faixa etária.

Devido ao desenrolar do processo para a autorização da imunização do público pediátrico, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, foi convocado a comparecer na Comissão Representativa do Congresso Nacional para prestar esclarecimentos. O requerimento foi assinado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede) nesta quinta-feira (6/1).

“Restam dúvidas sobre as estratégias e as políticas traçadas pelo governo federal sobre a suficiência do quantitativo de vacinas adquiridas pelo Brasil para aplicação em 2022, assim como o respectivo cronograma de distribuição e aplicação de doses”, afirmou o senador.

Confira o planejamento da vacinação das crianças em diferentes unidades da Federação:


Em Brasília (DF) a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) informou que dará início à vacinação das crianças assim que as doses pediátricas da Pfizer-BionTech forem distribuídas aos postos de vacinação. No último dia 4, o governador Ibaneis Rocha (MDB) anunciou que, até o fim deste mês, crianças de 5 a 11 anos poderão começar a ser vacinadas.

No estado de Goiás, a aplicação de doses contra covid para a faixa etária deve começar a partir do próximo dia 17. A informação foi confirmada pela superintendente substituta da Vigilância em Saúde do estado, Cristina Laval, nesta quinta-feira. Até o fim de janeiro, Goiás deve receber 3,5% do total de doses destinadas ao estado. Segundo Cristina, são 700 mil crianças nesta faixa etária.

Em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, a prefeitura já deu início ao preparo de esquema especial para a vacinação de crianças. A expectativa é de que a chegada do primeiro lote de imunizantes para o público infantil ocorra até a próxima quinta-feira (13). A partir daí, BH começará um esquema para aplicar as doses, inclusive com abertura de novos pontos de vacinação. A estimativa é de 193 mil pessoas nessa faixa etária na capital.

Em São Paulo, o governo estadual divulgou, na quarta-feira (5) que a capacidade de imunização estadual permite que todas as 4,3 milhões de crianças com idade entre 5 e 11 anos tomem pelo menos uma dose em, no máximo, três semanas. A pasta informou, ainda, que há 5,2 mil locais de vacinação disponíveis em todo o estado, número que deverá ser ampliado com postos volantes em escolas da rede estadual.

A prefeitura do Rio de Janeiro divulgou nesta quinta-feira o calendário de imunização para crianças. A campanha começa no dia 17, com a imunização de meninas de 11 anos. Na terça-feira (11), quem recebe o imunizante são os meninos da mesma idade. Já na quarta-feira da outra semana (19), ocorrerá a repescagem para quem não compareceu em nenhum dos dois dias.

Em Pernambuco, de acordo com a Secretaria de Saúde do estado (SES-PE), o processo de logística para a distribuição das doses do imunizante aos municípios já foi organizado. Segundo a secretaria, as equipes municipais vêm sendo treinadas para melhor administração de cada tipo de vacina. Na capital, Recife, haverá locais de vacinação específicos para as crianças. O município também já deu início ao planejamento da logística de vacinação.

Na capital do estado de Alagoas, Maceió, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) afirmou já estar tomando as providências para garantir a vacinação da população pediátrica. O planejamento para viabilizar a distribuição das doses está sendo feito desde o momento da aprovação por parte do Ministério da Saúde, segundo informa a pasta.

Na Bahia, a vacinação contra Covid-19 para crianças deve começar ainda em janeiro. A informação foi dada pela secretária de Saúde do estado, Tereza Paim. A expectativa é de que, na segunda quinzena de janeiro, as crianças já comecem a receber as doses.

Em Belém, no Pará, segundo o prefeito, Edmilson Rodrigues (PSol), a imunização das crianças de 5 a 11 anos ocorrerá tão logo cheguem as vacinas, “seguindo com nosso compromisso em defesa da vida”, escreveu Rodrigues na sua rede social.

No estado do Rio Grande do Sul, onde mais de 968 mil crianças formam o público entre 5 e 11 anos, a expectativa é de que a chegada do primeiro lote de vacinas ocorra até o dia 14 de janeiro, conforme a Secretaria Estadual de Saúde (SES).

O Espírito Santo, segundo a Secretaria de Saúde, projeta que até o mês de março todas as crianças incluídas na faixa etária tenham recebido pelo menos uma dose da vacina contra a Covid-19. Segundo o secretário Nésio Fernandes, o primeiro lote deve garantir a imunização para 7% do público infantil.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) do Mato Grosso do Sul estima que, no sábado da próxima semana (15), a vacinação da população pediátrica deve ser iniciada, caso não haja imprevistos no cronograma do Ministério da Saúde. Segundo a pasta, mais de 301 mil crianças serão contempladas com doses do imunizante.

O governo do estado do Piauí informou que aguarda o envio das doses da vacina para imunizar as 331.432 crianças de 5 a 11 anos que vivem no estado. A Secretaria de Saúde não informou se já deu início ao preparo do processo de logística para distribuição das doses nos municípios.

Na capital do Amazonas, Manaus, a prefeitura informou que está no aguardo dos imunizantes para dar início à campanha de vacinação das crianças. A Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa) informou que definirá a estratégia para atender ao público após o recebimento das doses, considerando as quantidades de imunizantes recebidos.

Em Fortaleza, no Ceará, a prefeitura orienta aos pais e/ou responsáveis de crianças de 5 a 11 anos de idade que realizem o cadastro junto a Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), para a vacinação contra a Covid-19, visto que as doses para o público infantil são diferentes das aplicadas no restante da população.

O estado do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado e Saúde Pública do RN (Sesap), informou que aguarda a chegada das doses da vacina ainda em janeiro para dar início a campanha de vacinação para crianças. Caso a entrega do imunizante pelo Ministério da Saúde ocorra dentro do prazo previsto, a vacinação no estado terá início no dia 15 de janeiro.

A Paraíba também sinalizou que aguarda apenas o envio de doses pelo Ministério da Saúde para vacinar as mais de 386 mil crianças da faixa etária no estado, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que mais de mil salas de vacinas estão preparadas para receber as crianças e seus responsáveis.

O secretário de saúde estadual de Santa Catarina, André Motta, afirmou, em nota, que a região considera urgente a imunização das crianças. “O estado entende que está pronto para seguir com o processo de vacinação contra a Covid-19 nas crianças também, tão logo as doses referentes a esse grupo etário forem encaminhadas pelo Ministério da Saúde”, declarou.

No Paraná, o órgão de saúde do estado estima que imunizará 1.075.294 de crianças com idade entre 5 e 11 anos. “O Paraná deve receber cerca de 185 mil doses nessa primeira remessa, e vamos fazer a vacinação acontecer, da mesma forma que fizemos ao longo do ano passado”, afirmou o secretário de saúde Beto Preto. “Mais uma vez, o Paraná fará uma grande campanha de vacinação. É importante que as pessoas deixem de lado as informações falsas que circulam e vacinem seus filhos”, concluiu.

Com previsão de imunizar 120 mil crianças na faixa dos 5 aos 11 anos, o estado do Acre prevê o início da vacinação para o mês de fevereiro. A Secretária de Estado de Saúde do Acre (SESACRE), Paula Mariano, destacou, em nota que “o objetivo é resguardar também as crianças do vírus e suas variantes”.

O estado de Sergipe também segue no aguardo do envio das doses por parte do Ministério. A Secretaria de Saúde do Estado (SES) prevê que após o recebimento das doses, a entrega para os 75 municípios ocorrerá dentro de 24 horas.

A  Secretaria Estadual de Saúde do Mato Grosso (SES-MT) informou, em nota, que a vacinação contra Covid-19 de crianças de 05 a 11 anos deve iniciar no estado "após o Ministério da Saúde enviar doses para este público”, disse, em nota, a pasta mato-grossense.

Em Roraima, a Secretaria de Saúde do Estado também afirmou que aguarda Nota Técnica do Ministério da Saúde sobre a operacionalização da imunização para o público infantil. Segundo o órgão, “Roraima vai seguir a orientação do Ministério de vacinar inicialmente crianças que tem comorbidade ou deficiência permanente, bem como os indígenas e quilombolas, serão atendidos por faixa decrescente”, detalhou.

Já o estado de Tocantins afirmou ainda não ter recebido previsão de quando as doses para imunizar as crianças chegarão na região. “A Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) aguarda as definições oficiais do Órgão Federal e o envio dos imunizantes previstos para chegar ao país na segunda quinzena deste mês”, afirmou em nota.
TAGS: adolescentes | e | crianças | de | vacinação | vacinação | anos | 11 | a | 5 | vacina | 19 | covid |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Augusto Coutinho (Solidariedade) e o psicólogo Carol Costa Júnior
Morre Olavo de Carvalho, considerado guru do bolsonarismo
Manhã na Clube: entrevistas com André de Paula (PSD), Eduardo Cavalcanti e Epitacio Rolim
OMS: é possível encerrar fase aguda da pandemia este ano
Grupo Diario de Pernambuco