Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

PANDEMIA

Companhias de cruzeiro suspendem operações no Brasil até 21 de janeiro

Publicado em: 03/01/2022 18:43

 (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
As companhias de cruzeiros decidiram suspender as operações no Brasil até dia 21 de janeiro, de forma voluntária. O comunicado alega “incertezas na interpretação e aplicação de protocolos previamente aprovados”, divulgou a CLIA Brasil (Associação Brasileira de Navios de Cruzeiros) nesta segunda-feira (3/1), à tarde.


A suspensão tem efeito imediato para novas partidas e nenhum turista será embarcado até 21 de janeiro, informou. Por outro lado, os cruzeiros atualmente em navegação devem finalizar os roteiros conforme previsto, segundo a associação.

Em sua nota, a Clia Brasil afirma que “protocolos do setor de cruzeiros excedem a maioria de outras indústrias e permanecem eficazes para mitigar o risco de Covid-19” e que os casos identificados nos navios “consistem em uma pequena minoria da população total a bordo”.

Ainda de acordo com associação, a possibilidade de cancelamento integral da atual temporada de cruzeiros no Brasil após o término dessa suspensão não está descartada, caso não haja “adequação e alinhamento entre todas as partes envolvidas para possibilitar a continuidade da operação".

Entenda
Os cinco navios em operação na costa brasileira registraram casos de covid-19. São eles: MSC Preziosa, Costa Fascinosa, MSC Seaside, MSC Splendida e Costa Diadema. A Anvisa havia detectado 301 casos de pessoas infectadas até o dia 31 de dezembro. O MSC Splendida, na tarde de domingo (2/1), foi impedido de fazer seu próximo cruzeiro devido aos casos de covid.


Diante de surtos de Covid-19 em cruzeiros na costa do Brasil, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomendou ao Ministério da Saúde a suspensão provisória da temporada de navios, na última sexta-feira (31). Segundo a agência, a orientação acontece principalmente devido ao aparecimento e transmissão da variante Ômicron no Brasil.

No domingo, a agência informou que contraindica embarques em navios de cruzeiro neste momento e repetiu a orientação para que a temporada de atividades dos navios na costa brasileira seja suspensa.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Morre Olavo de Carvalho, considerado guru do bolsonarismo
Manhã na Clube: entrevistas com André de Paula (PSD), Eduardo Cavalcanti e Epitacio Rolim
OMS: é possível encerrar fase aguda da pandemia este ano
Manhã na Clube: entrevistas com Carlos Veras (PT), Frederico Menezes e Marlon Malassa
Grupo Diario de Pernambuco