Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

PANDEMIA

Anvisa recebe pedido do Ministério da Saúde para autorizar autotestes

Publicado em: 14/01/2022 16:03

 (crédito: Ina FASSBENDER / AFP)
crédito: Ina FASSBENDER / AFP
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) confirmou, nesta sexta-feira (14), o recebimento da nota técnica enviada pelo sistema de peticionamento, via SEI, pelo Ministério da Saúde, sobre os autotestes. “O documento está com a Gerência-Geral de Tecnologia de Produtos para Saúde (GGTPS) para prosseguir com a análise", afirmou o órgão.

Mais cedo, hoje, o órgão regulador informou que ainda não havia recebido oficialmente a nota técnica sobre os autotestes. A pasta divulgou na imprensa que solicitou à agência a liberação da comercialização e uso do autoteste para diagnosticar Covid-19 no território brasileiro ainda na quinta-feira (13), já que o país está passando por um desabastecimento do insumo.

O Ministério da Saúde estava sendo pressionado por autoridades dos outros poderes. A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e o Consórcio Conectar, enviaram, na quinta-feira (13), um ofício à pasta e à Anvisa solicitando a comercialização em farmácias e drogarias de autotestes da Covid-19.

Segundo a Frente, o pedido resulta do aumento no número de casos da doença nas primeiras semanas de janeiro deste ano e da redução de 10 para cinco dias o período de isolamento de pessoas com suspeita do vírus.

O autoteste é utilizado em diversos países do mundo, como nos países membros da União Europeia e nos Estados Unidos, mas ainda encontra-se proibido no Brasil.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Morre Olavo de Carvalho, considerado guru do bolsonarismo
Manhã na Clube: entrevistas com André de Paula (PSD), Eduardo Cavalcanti e Epitacio Rolim
OMS: é possível encerrar fase aguda da pandemia este ano
Manhã na Clube: entrevistas com Carlos Veras (PT), Frederico Menezes e Marlon Malassa
Grupo Diario de Pernambuco