Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

MINAS GERAIS

Polícia Federal flagra remessas de dinheiro falso pelos Correios em Minas

Publicado em: 31/12/2021 15:53

 (Em ambas as prisões, o dinheiro falso foi remetido através dos Correios. Foto: PF/Divulgação)
Em ambas as prisões, o dinheiro falso foi remetido através dos Correios. Foto: PF/Divulgação
A Polícia Federal registrou dois flagrantes de derrame de dinheiro falso no interior de Minas Gerais nas últimas 24 horas. Uma mulher de 25 anos foi presa em Governador Valadares, no Leste, e um jovem de 18 em Arcos, no Centro-Oeste. Ambos os flagrantes foram feitos a partir de remessas pelos Correios.

Em Governador Valadares, os policiais federais identificaram a remessa de um pacote contendo notas falsas de R$ 20 e R$ 50 para a casa da mulher. As cédulas tinham características similares às verdadeiras, simulando os elementos de segurança, embora repetissem o mesmo número de série, o que é impossível de acontecer em numerário verdadeiro, e tinham tonalidades diferentes das notas oficiais. 

A mulher foi indiciada pelo crime de moeda falsa, previsto no artigo 289, artigo 1º, do Código Penal, que prevê pena de até 12 anos de reclusão.

Sistema semelhante
Em Arcos, também por encomenda recebida dos Correios, foram apreendidas 16 cédulas falsas de R$ 50 e 10 de R$ 20.

A exemplo das cédulas apreendidas em Governador Valadares, essas tinham o mesmo número de série e simulavam os elementos de segurança.

O preso confessou que adquiriu as células falsas via aplicativo de celular. Ambos os trabalhos foram coordenados pela Unidade Especial de Repressão à Falsificação de Moeda da Polícia Federal, com a participação dos órgãos de Segurança dos Correios.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Bolsonaro cancela visita à Guiana devido à morte de sua mãe
Manhã na Clube: entrevista com Padre Arlindo
Ômicron começa a recuar nos Estados Unidos
Manhã na Clube: entrevista com Paulo Pimentel, advogado tributarista e professor da ITS EDU
Grupo Diario de Pernambuco