Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

BAHIA E MINAS GERAIS

Chuvas: Queiroga anuncia repasse de R$ 12 milhões a municípios atingidos

Publicado em: 28/12/2021 16:58

 (O ministro da Saúde assegurou que médicos da Força Nacional de Saúde serão enviados para ajudar na cobertura emergencial e na atenção primária. Foto: GRAER-PMBA/DIVULGAÇÃO)
O ministro da Saúde assegurou que médicos da Força Nacional de Saúde serão enviados para ajudar na cobertura emergencial e na atenção primária. Foto: GRAER-PMBA/DIVULGAÇÃO
Os ministros João Roma (Cidadania), Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), Marcelo Queiroga (Saúde), Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), e o governador do estado da Bahia, Rui Costa (PT), realizaram, nesta terça-feira (28), entrevista coletiva para anunciar esforços do governo federal para ajudar as famílias atingidas pelas fortes chuvas no sul do estado da Bahia. Além disso, os ministros sobrevoaram as áreas mais afetadas pelas enchentes.

O ministro da saúde, Marcelo Queiroga, anunciou na coletiva, a publicação de uma portaria que determina o repasse de R$ 12 milhões do Fundo Nacional de Saúde para os fundos municipais — na Bahia e em Minas Gerais. O chefe da pasta ainda completou indicando que a Saúde irá reforçar a cobertura vacinal da gripe. Para isso, serão enviadas 100 mil doses de imunizantes, bem como vacinas para hepatite. Por fim, Queiroga assegurou que médicos da Força Nacional de Saúde serão enviados para ajudar na cobertura emergencial e na atenção primária.

“Gostaria de registrar a nossa solidariedade em função desta tragédia, que tem trazido tanto sofrimento, o ministério da saúde está em absoluta solidariedade para ajudar o estado da Bahia. O presidente Bolsonaro me ligou e pediu para que houvesse esforço para auxiliar todo o povo da Bahia.”, disse o ministro da saúde.

A ministra Damares anunciou que o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos irá atuar junto a Polícia Rodoviária Federal (PRF) para prevenir os desaparecimentos e garantir o direito das crianças da região.

Rui Costa afirmou que o estado atravessa "o maior desastre natural da história". Ele disse, ainda, que não é possível dizer quando começará a reconstrução das áreas destruídas pelas enchentes que atingem o estado neste mês.

O governador explicou que a reconstrução de casas não será possível em áreas de risco, próximas a rios ou em terrenos propensos a deslizamentos. De acordo com ele, a prioridade das obras serão pontes e estradas essenciais que ligam os municípios a outras regiões e que estejam em locais de mais fácil acesso. “Agora que a água começar a baixar, a gente vê o estrago que foi feito em casas de pessoas simples, que fizeram um esforço danado para erguê-las”, lamentou Rui Costa.

Por fim, o governador apelou para que o estado da Bahia seja prioridade na distribuição de verbas para recuperar estradas. "Não é possível recuperar as estradas federais com R$ 80 milhões para o Nordeste. R$ 80 milhões não dá para recuperar nem [as estradas federais] da Bahia”, disse.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Morre Olavo de Carvalho, considerado guru do bolsonarismo
Manhã na Clube: entrevistas com André de Paula (PSD), Eduardo Cavalcanti e Epitacio Rolim
OMS: é possível encerrar fase aguda da pandemia este ano
Manhã na Clube: entrevistas com Carlos Veras (PT), Frederico Menezes e Marlon Malassa
Grupo Diario de Pernambuco