Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

PRISÃO

Suspeito de encomendar tortura dos meninos mortos de Belford Roxo é preso

Publicado em: 10/11/2021 15:00

 (crédito: reprodução/TVGlobo)
crédito: reprodução/TVGlobo
Na última terça-feira (9), a Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu um homem apontado como suspeito de ser um dos chefes do tráfico de drogas da comunidade do Castelar, em Belford Roxo, na região metropolitana do Rio, onde três meninos desapareceram em dezembro de 2020. As informações são da Folha.

Conhecido como "Vitinho" ou "VT", Victor Hugo dos Santos Goulart é acusado de mandar torturar um morador falsamente apontado como responsável pelo sumiço, em janeiro. Ele foi capturado em Cabo Frio, na região dos Lagos.

Segundo os policiais, Goulart era gerente do tráfico local e atuava com Wiler Castro da Silva, também conhecido como "Estala", que teria chefiado uma espécie de tribunal do crime e ordenado o assassinato dos meninos, depois que eles supostamente teriam roubado passarinhos dos traficantes.

Tanto Vitinho quanto Estala teriam trabalhado para os “donos” da região: Edgar Alves de Andrade, conhecido como "Doca", e Wilton Carlos Rebelo Quintanilha, o "Abelha". As execuções dos garotos teriam supostamente acontecido sem que os chefes soubessem que eles tinham menos de 12 anos. 

Após o desaparecimento dos meninos e da repercussão do caso, Estala foi morto com autorização da cúpula do Comando Vermelho de dentro de um presídio, dizem investigadores.

Lucas Matheus da Silva, de 9 anos, seu primo Alexandre da Silva, de 11, e o amigo deles, Fernando Henrique Soares, de 12, saíram de casa em 27 de dezembro de 2020 para brincar em um campo de futebol e nunca mais voltaram. Os corpos dos meninos ainda não foram encontrados.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Justiça por Beatriz: pais organizam peregrinação de 720 km para cobrar solução de assassinato
Pessoas que já tiveram covid podem adoecer novamente devido à ômicron
Reino Unido aprova mais um medicamento contra Covid-19
Manhã na Clube: entrevista com o deputado estadual Eriberto Medeiros (PP), presidente da Alepe
Grupo Diario de Pernambuco