Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

DECISÃO

João de Deus é condenado a 44 anos de prisão por estupro de quatro vítimas

Publicado em: 25/11/2021 22:01

 (Atualmente, João de Deus cumpre pena em regime domiciliar, após condenação no âmbito de outro processo. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Atualmente, João de Deus cumpre pena em regime domiciliar, após condenação no âmbito de outro processo. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O médium João de Deus foi condenado, nesta quinta-feira (25), a 44 anos e seis meses de prisão em regime inicialmente fechado, acusado de cometer quatro estupros — dois deles contra vítimas vulneráveis. A decisão é do juiz Marcos Boechat Lopes Filho, do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO). Os fatos ocorreram entre 2009 e 2018 e envolveram cinco vítimas. No entanto, o réu foi absolvido do crime registrado por uma delas, por insuficiência de provas.

Além da pena, o magistrado condenou João de Deus ao pagamento de indenização por danos morais às vítimas. Os valores variam de R$ 20 mil a R$ 75 mil. O acusado permanecerá em prisão domiciliar, determinada após julgamento de outro processo ao qual respondeu, e pode recorrer da sentença.

Procurado pela reportagem, o advogado de defesa de João de Deus, Anderson Van Gualberto, afirmou que ainda não foi intimado sobre a sentença. Mesmo assim, acrescentou que pretende recorrer às demais instâncias do Poder Judiciário em caso de condenação.

O advogado reforçou que, após análise dos fundamentos da sentença, apresentará recursos. "O espetáculo público promovido em torno do processo do sr. João Teixeira de Faria tem impedido uma análise imparcial de todos os elementos que envolvem o caso 'João de Deus'", comentou Anderson, em nota. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Alberto Feitosa (PSC), Márcia Horowitz e Andreia Rodrigues
Justiça por Beatriz: pais organizam peregrinação de 720 km para cobrar solução de assassinato
Pessoas que já tiveram covid podem adoecer novamente devido à ômicron
Reino Unido aprova mais um medicamento contra Covid-19
Grupo Diario de Pernambuco