Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

GRANDE BH

Fábrica de biscoito em Belo Horizonte é interditada por maus-tratos a animais

Publicado em: 24/11/2021 15:51

 (crédito: Polícia Militar/Divulgação)
crédito: Polícia Militar/Divulgação
Uma fábrica de biscoitos foi interditada em Pedro Leopoldo, na Região Metropolitana de BH, após denúncia de haver no local um abatedouro clandestino. O proprietário da empresa foi preso em flagrante por maus-tratos contra animais.

A vigilância sanitária constatou insalubridade para a fabricação dos biscoitos, encontrando fezes de animais pela fábrica, equipamentos não higienizados e alimentos acondicionados no chão.

A Polícia Militar (PM) recebeu a denúncia de maus-tratos por meio de uma organização não governamental (ONG) protetora de animais que relatou haver um local sendo utilizado como abatedouro clandestino e que havia alguns animais em situação de maus tratos, no Bairro Vera Cruz de Minas.

Os militares se deslocaram até o endereço e realizaram contato com o proprietário que autorizou a entrada dos policiais. Foram encontradas 70 aves, 12 bovinos e 60 suínos sem alimentação e com pouca água disponível. 

De acordo com a PM, o piso onde os animais estavam confinados estava coberto por lama e fezes. A Polícia Militar de Meio Ambiente logo foi acionada para a constatação do crime de maus tratos, nessa segunda-feira (22).

Ainda segundo a PM, o proprietário da fábrica admitiu ter feito alguns abates, porém não foi identificado nenhum local apropriado para a atividade.

O proprietário foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Variante ômicron representa risco elevado para o planeta
Candidato à presidência do Náutico, Plínio Albuquerque revela projetos para o clube
Manhã na Clube: entrevistas com Humberto Costa (PT), Bia Villa-Chan e o advogado Lucas Arcoverde
Carnaval: a tragédia anunciada de uma nova onda de Covid-19
Grupo Diario de Pernambuco