Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

RIO DE JANEIRO

Conselho de Medicina mantém suspenso registro de Dr. Jairinho

Publicado em: 12/11/2021 20:06 | Atualizado em: 12/11/2021 20:10

Médico está preso acusado pela morte do menor Henry Borel
 (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Médico está preso acusado pela morte do menor Henry Borel (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Por unanimidade, o Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) prorrogou a suspensão do registro do médico e ex-vereador Jairo Souza Santos Junior, conhecido por Dr. Jairinho, por possível infração ao Código de Ética Médica. O médico está preso acusado de homicídio pela morte de Henry Borel, de 4 anos de idade.

A medida, segundo o conselho, é um recurso para proteger a população e assegurar a boa prática médica no Rio de Janeiro. A primeira vez em que o Cremerj aplicou a interdição cautelar em Dr. Jairinho foi em 10 de junho. O processo do médico está em andamento e corre em sigilo, seguindo as normas do Código de Processo Ético-Profissional. As punições previstas em lei vão de advertência até cassação definitiva do registro.

Prisão
Dr. Jairinho está preso desde o dia 8 de abril acusado de homicídio triplamente qualificado. Além da morte de Henry Borel, de 4 anos de idade, o ex-vereador foi denunciado pelo Ministério Público Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) em dois casos de torturas em filhos de ex-namoradas e ainda por violência doméstica.

No dia 30 de junho, Dr. Jarinho perdeu o mandato de vereador por quebra de decoro parlamentar, em decisão unânime da Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

Monique Medeiros, mãe de Henry Borel, também está presa desde o dia 8 de abril, com a prisão preventiva decretada pela Justiça.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Laboratório anuncia teste para diferenciar o coronavírus da gripe A e B
Manhã na Clube: entrevistas com Alberto Feitosa (PSC), Márcia Horowitz e Andreia Rodrigues
Justiça por Beatriz: pais organizam peregrinação de 720 km para cobrar solução de assassinato
Pessoas que já tiveram covid podem adoecer novamente devido à ômicron
Grupo Diario de Pernambuco