Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

MINAS GERAIS

MCTI e governo de Minas fazem acordo para criação de centro de vacinas

Publicado em: 02/09/2021 20:16

 (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), o governo de Minas Gerais e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) assinaram um acordo para a criação de um centro nacional de pesquisa em vacinas (CN Vacinas).

O objetivo é realizar projetos de pesquisa e desenvolvimento de conhecimento e tecnologias associadas a vacinas, kits de diagnóstico e fármacos. A previsão é que o centro também apoie outras instituições de pesquisa e realize capacitações e treinamentos.

O intuito é atuar em parceria com o setor privado, com acordos de transferência tecnológica com empresas. Uma das estratégias será o estímulo à criação de empresas para comercializar produtos desenvolvidos no Centro.

O MCTI deverá investir R$ 50 milhões na nova estrutura. Já o governo de Minas Gerais deve aportar outros R$ 30 milhões.

Na cerimônia de lançamento, o ministro Marcos Pontes destacou o papel do centro no desenvolvimento de produtos que podem contribuir com a população. “O centro vai salvar milhões de vidas de brasileiros e cidadãos de outros países”, afirmou.

A reitora da UFMG, Sandra Almeida, assinalou que a instituição tem um conhecimento na área de vacinas. “É uma equipe que tem conhecimento e esperamos que com este Centro possamos atender a essa demanda, que é nacional”, pontuou.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
As mães em plena pandemia: casal paulista adota cinco irmãos de Serra Talhada
Bolsonaro aumenta IOF para custear novo Bolsa Família
Surto de Covid-19 obriga Presidente da Rússia a ficar em isolamento
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Eduardo da Fonte (PP), Elias Paim e Diego Martins
Grupo Diario de Pernambuco