Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

CICLO POLÍTICO DE DESMATAMENTO

Desmatamento na Mata Atlântica aumenta em anos de eleição, indica pesquisa

Publicado em: 19/07/2021 19:45

 (Informações são de estudo da Universidade de São Paulo (USP), em parceria com a Universidade de Duke, publicado no final de junho. Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Informações são de estudo da Universidade de São Paulo (USP), em parceria com a Universidade de Duke, publicado no final de junho. Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Uma pesquisa da Universidade de São Paulo (USP), em parceria com a Universidade de Duke, na Carolina do Norte (EUA), aponta que o desmatamento na Mata Atlântica aumenta em períodos eleitorais no Brasil. Há um crescimento de 3.652 de hectares degradados nos anos de eleições federais e estaduais e 4.409 nas eleições municipais, segundo a análise. 

O estudo cita que o Brasil é potencialmente vulnerável a ciclos políticos de desmatamento por conta das extensas florestas e jovem sistema democrático e que o financiamento de campanhas pode confundir os limites entre apoio político, busca de renda e corrupção.

O estudo, publicado em 27 de junho pela revista científica Conservation Letters, analisou dados de 2.253 cidades brasileiras com zonas do bioma durante os anos de 1991 a 2014. Foi observado que a área média desmatada em um ano é de 136.468 hectares, mas os efeitos diminuíram com o tempo e não estão claramente presentes em períodos mais recentes.

Porém, municípios com maior desmatamento são mais impactados nas eleições federais e estaduais, enquanto cidades com pouco desflorestamento sofrem mais durante as eleições municipais.
Alinhamentos políticos também podem afetar o grau de preservação da Mata Atlântica em períodos eleitorais.

A pesquisa indica que as taxas de degradação são maiores durante os anos de eleição federal e estadual para os casos em que o partido do governador pertence à coalizão do presidente da República. Em uma escala menor, também há aumento de degradação em municípios com pouco desmatamento quando o prefeito e o governador pertencem ao mesmo partido.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com prefeito João Neto (PL), dra Tamires Sales e advogado Rômulo Saraiva
Manhã na Clube: entrevistas com Chico Kiko, Diego Pascaretta e Rômulo Saraiva
Domitila, artivista e recifense que está entre as selecionadas do Miss Alemanha 2021
Terceira dose de vacina anticovid começa a ser aplicada em Israel para aumentar imunidade
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco