Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

CASO LÁZARO

'Lázaro não agiu sozinho. Há uma quadrilha por trás', afirma secretário

Publicado em: 28/06/2021 17:45

 (Contra Lázaro Barbosa Sousa, 32 anos, há, pelo menos, oito inquéritos em aberto por crimes como homicídios e latrocínios. Foto: Ed Alves/CB/DA Press)
Contra Lázaro Barbosa Sousa, 32 anos, há, pelo menos, oito inquéritos em aberto por crimes como homicídios e latrocínios. Foto: Ed Alves/CB/DA Press
A polícia trabalha para identificar outras pessoas supostamente envolvidas nos crimes bárbaros cometidos por Lázaro Barbosa Sousa, 32 anos, segundo informou o secretário de Segurança Pública do Estado de Goiás, Rodney Miranda. Lázaro é investigado em, ao menos, oito inquéritos policiais envolvendo latrocínios (roubo seguido de morte) e homicídios.

O secretário frisou que trata-se de uma quadrilha e não descarta a hipótese do envolvimento do fazendeiro Elmi Caetano, 74, preso na quinta-feira (24), por suspeita de auxiliar Lázaro na fuga. "Ele é um psicopata, mas não cometia crimes só por causa da psicopatia. Agia para acobertar ou beneficiar alguém. Sabemos que em alguns desses crimes, ele não agiu sozinho", destacou o secretário.

O chefe da pasta enfatizou, ainda, que diversos materiais contundentes foram colhidos ao longo da investigação, de forma a auxiliar a identificação de comparsas e a participação de Lázaro em outros delitos. "Temos materiais genéticos que precisam ser comparados. Agora, será um trabalho silencioso e técnico."

Operação
Na noite desse domingo (27), as forças de segurança receberam uma denúncia informando que o suspeito estaria na região rural de Itamaracá, em Águas Lindas de Goiás, a cerca de 1km de distância da casa da ex-mulher e da ex-sogra.

Na madrugada dessa segunda-feira (28), durante as buscas, os policiais avistaram Lázaro na região de mata. Em tom ameaçador, o suspeito teria dito: "Quem encostar a cara aqui, eu vou meter tiro." Por volta das 9h50, em novas buscas, outra equipe se deparou com o homem. "Ele estava com duas armas, uma pistola e um revólver, uma arma em cada mão, e descarregou as munições contra as equipes", detalhou o secretário.

Os tiros não atingiram os policiais. Lázaro acabou baleado por policiais militares que sobrevoaram no helicóptero, segundo relatou uma fonte que participou da operação. De acordo com Rodney Miranda, o suspeito levou mais de 30 tiros. Ele chegou a ser levado ao Hospital Bom Jesus, em Águas Lindas, mas chegou à unidade de saúde sem vida.

O corpo de Lázaro foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Goiânia e reconhecido posteriormente pela mulher dele.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Toalhas de Lula e Bolsonaro movimentam o comércio e dão o tom das eleições
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado federal Daniel Coelho e com a Dra. Magda Maruza
Grupo Diario de Pernambuco