Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

PANDEMIA

Em pronunciamento, Bolsonaro diz apenas uma frase sobre vítimas de Covid-19

Publicado em: 02/06/2021 20:57

 (Foto: Evaristo Sá/AFP)
Foto: Evaristo Sá/AFP
O presidente Jair Bolsonaro realizou, nesta quarta-feira (2), um pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV. O mandatário disse apenas uma frase a respeito dos mais de 465 mil mortos pela Covid-19 e reservou o restante do discurso para atacar governadores e procurar mostrar ações do governo em meio à pandemia. "Sinto profundamente cada vida perdida em nosso país", apontou.

Em seguida, o chefe do Executivo citou que o Brasil alcançou hoje a marca de 100 milhões de doses de vacinas distribuídas a estados e municípios e, segundo ele, é o quarto país que mais vacina no planeta. Ele fez promessa semelhante ao último pronunciamento realizado em março e afirmou que "neste ano, todos os brasileiros, que assim o desejarem, serão vacinados".

Bolsonaro responsabilizou os líderes executivos locais o aumento do desemprego no país, pediu igrejas abertas e citou o auxílio emergencial. "O nosso governo não obrigou ninguém a ficar em casa, não fechou o comércio, não fechou igrejas ou escolas e não tirou o sustento de milhões de trabalhadores informais. Sempre disse que tínhamos dois problemas pela frente, o vírus e o desemprego, que deveriam ser tratados com a mesma responsabilidade e de forma simultânea. Destinamos, em 2020, 320 bilhões para o Auxilio Emergencial para atender aos mais humildes. Esse montante equivale a mais de 10 anos de Bolsa Família. E mais de 190 bilhões para ajudar estados e municípios", acrescentou.

Vacina da Pfizer
Ainda pelas redes sociais, nesta quarta-feira, Bolsonaro falou sobre as doses de vacina da Pfizer que chegaram em São Paulo na noite de ontem. Na mesma data, o presidente participou da cerimônia de assinatura do contrato de transferência de tecnologia da vacina contra a Covid-19. Com a medida, a Fiocruz começará a produção nacional da vacina de Oxford. Durante a cerimônia, o mandatário interrompeu o prosseguimento para pedir uma salva de palmas para o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

"Chegaram mais 936 mil doses da Pfizer na noite de ontem (1), no aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). O lote faz parte da remessa de 2,3 milhões de doses da fabricante, previstas para desembarcar no Brasil nesta semana. Assinado ontem, o contrato de transferência de tecnologia (AstraZeneca/Fiocruz) para produção nacional de vacina contra Covid-19, como mencionado em postagem anterior. O país chega bem próximo de 100 milhões de doses distribuídas a estados. O Brasil é o quarto país que mais vacina no mundo", escreveu.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Diabetes: saiba como evitar e controlar antes que seja tarde
Manhã na Clube: entrevistas com Túlio Gadêlha, Beatriz Paulinelli e Guilherme Maia
Advogado de enfermeira afirma que Maradona foi morto
Manhã na Clube: entrevistas com Décio Padilha, Adriana Barros e Roseana Diniz
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco