Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

CASO HENRY

Caso Henry: Polícia Civil conclui inquérito e indicia Dr. Jairinho e Monique

Publicado em: 03/05/2021 17:00 | Atualizado em: 03/05/2021 17:20

 (Foto: Reprodução/Redes sociais)
Foto: Reprodução/Redes sociais
A Polícia Civil do Rio de Janeiro concluiu o inquérito que investiga a morte de Henry Borel nesta segunda-feira (3), data em que a criança completaria 5 anos. Monique Medeiros e dr. Jairinho, mãe e padrastro da criança, respectivamente, foram indiciados pela 16ª DP por homicídio duplamente qualificido, tortura e recursos que impossibilitaram a defesa da vítima.

Dr. Jairinho responderá pelos crimes de tortura que ocorreram no dia 12 de fevereiro, as quais foram identificadas por troca de mensagens da babá com a mãe, e do dia 8 de março, quando Henry morreu, e Monique responderá pela tortura de fevereiro, quando soube que seu filho estava sendo torturado pelas mensagens da babá. No dia, Monique estava no salão e levou quase três horas para voltar para casa.

O inquérito foi enviado pelo delegado Henrique Damasceno para o Ministério Público e agora o promotor Marcos Kac decidirá se denuncia o casal pelos mesmos crimes ou não.

Relembre o caso
Henry foi encontrado morto no dia 8 de março no quarto do apartamento em que morava com a mãe no Rio de Janeiro. Monique e dr. Jairinho, mãe e padrasto do garoto, estão presos acusados de atrapalharem as investigações.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
De 1 a 5: dicas para destravar sua criatividade e ampliar a percepção
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 10/05
Gil do Vigor é recebido com festa da população e honraria em Paulista
Imunização para gestantes começa a ser liberada, mas ainda gera dúvidas
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco