Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

TRAGÉDIA

Pitbull mata uma criança e deixa outra ferida em Goiás

Publicado em: 19/04/2021 15:35

 (O cachorro foi encaminhado para exames e testes e, mesmo morto, testemunhas queriam estrangulá-lo. Foto: Reprodução/Pixabay)
O cachorro foi encaminhado para exames e testes e, mesmo morto, testemunhas queriam estrangulá-lo. Foto: Reprodução/Pixabay
Na tarde de domingo (18), por volta de 18h10, durante patrulhamento, a Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) avistou um pitbull com a boca suja de sangue, na quadra 5 do Parque Paulistano Gleba B, Luziânia (GO). De acordo com os policiais, testemunhas gritavam desesperadas próximo ao cachorro.

A PMGO foi informada de que o pitbull, animal de estimação da família, atacou duas crianças, de 7 e 2 anos. Os policiais, ao tentarem conter o cachorro, tornaram-se vítimas da agressão do animal, já que ainda estava em estado feroz. Para contê-lo, a PMGO precisou atirar e abater o animal.

Segundo os policiais, mesmo depois de morto, testemunhas queriam estrangular o cachorro, que foi colocado na viatura policial. A criança de 7 anos ficou ferida no antebraço e a de 2, na região do pescoço. As duas foram encaminhadas à unidade de pronto atendimento (UPA) de Luziânia antes da chegada da PMGO. Um técnico do Centro de Zoonoses do município recolheu o corpo do animal para exames.

A equipe policial foi à unidade de saúde, onde foi informada de que a criança de 2 anos não resistiu aos ferimentos do ataque e morreu. Os policiais conduziram o pai das vítimas, 34 anos, e uma testemunha para prestarem declarações e dar encaminhamento aos demais procedimentos cabíveis.

A mãe das crianças, 32 anos, acompanhou o atendimento na UPA de Luziânia e não foi apresentada à delegacia. De acordo com a autoridade policial, não há informações suficientes para supostas acusações do pai por homicídio culposo e lesão corporal culposa. A avó das crianças e outras testemunhas não foram ouvidas.

A delegada de plantão determinou exame de lesão corporal na criança de 7 anos e o de perícia necroscópica na vítima de 2 anos, além de oitiva de testemunhas, perícia no local do ocorrido e juntada de demais documentos para elucidação do fato.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Air France e Airbus serão julgadas pelo voo 447 Rio-Paris
Manhã na Clube com Rhaldney Santos -  12/05
Anvisa recomenda suspender vacinação da AstraZeneca para grávidas
Anticorpos contra Covid-19 permanecem no sangue por pelo menos oito meses
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco