Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

POLÊMICA

Entidades estudantis ameaçam entrar na Justiça contra notas do Enem

Publicado em: 05/04/2021 17:53 | Atualizado em: 05/04/2021 17:59

 (UNE E UBES protocolaram, nesta segunda-feira (5), pedido de esclarecimento ao MEC. O Sisu começa a receber as inscrições dos estudantes a partir desta terça-feira (6). Foto: Nguyen Dang Hoang Nhu/Unsplash)
UNE E UBES protocolaram, nesta segunda-feira (5), pedido de esclarecimento ao MEC. O Sisu começa a receber as inscrições dos estudantes a partir desta terça-feira (6). Foto: Nguyen Dang Hoang Nhu/Unsplash
Nesta segunda-feira (5), a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) anunciaram que protocolaram notificação extrajudicial pedindo esclarecimento sobre as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020.

O anúncio foi feito por meio das redes sociais das entidades, que também afirmam que, caso o Ministério da Educação (MEC) não responda no prazo de 24 horas, entrarão com ação judicial pedindo que o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) seja mantido aberto até que haja resposta sobre as notas.

O programa vai receber inscrições desta terça-feira (6) até sexta-feira (9). Participam do Sisu inscritos no Enem 2020, que tenham obtido nota superior a zero na prova de redação e não tenham participado na condição de treineiro.

Por meio de publicação em sua conta pessoal no Twitter, a presidente da Ubes, Rozana Barroso, ressaltou a medida.

Entenda a polêmica

SOBRE O ENEM: protocolamos uma notificação extrajudicial pedindo esclarecimento sobre os resultados. Se não responderem em 24 horas, entraremos com uma ação judicial para manter o SISU aberto até que tenhamos respostas sobre as notas. Ninguém fica pra trás! %u270A%uD83C%uDFFE#respondeinep

— Rozana Barroso %uD83D%uDC9A%uD83E%uDD56%uD83D%uDC89%u270F%uFE0F (@RozanaBarroso) April 5, 2021
Logo após a divulgação das notas das quatro provas objetivas e da redação, em 29 de março, inscritos especularam que houve falha na correção das redações. Na visão dos estudantes, os resultados foram abaixo do que esperavam e não condizem com o histórico de preparação para a prova.

Por meio de nota publicada nas redes sociais, na última sexta-feira (2), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia responsável pelo Enem, defendeu a lisura do processo de correção das notas.

A nota observa que o Inep vem trabalhando na conferência das notas brutas extraídas do sistema de correção das provas e as notas apresentadas a todos os inscritos, por meio da Página do Participante.

“As análises, já concluídas, garantem que todas as notas apresentadas aos participantes estão de acordo com as notas finais calculadas após a atribuição de pontos de todos os corretores de redação. Os textos dos participantes, transcritos na folha de redação da prova do Enem, podem passar por até quatro correções para o cálculo da média final”, pontuou.

Apenas 28 participantes garantiram nota máxima na redação
Na edição de 2020, somente 28 textos gabaritaram a prova de redação, o que é cerca de 47% menor que a edição anterior, que registrou 53 notas máximas. A quantidade de notas zero chegou a 87.567, o que representa 3,22% do total.

Ainda assim, a prova de redação registrou maior média, com 588,74 pontos. Confira o gráfico por meio deste link.

Confira os temas das redações deste ano:
  • Edição impressa (17 e 24 de janeiro): o estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira;
  • Edição digital (31 de janeiro e 7 de fevereiro): o desafio de reduzir as desigualdades entre as regiões
  • do Brasil;
  • Prova para pessoas privadas de liberdade ou reaplicação (23 e 24 de fevereiro): a falta de empatia nas relações sociais no Brasil.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Metade da população adulta nos EUA já tomou ao menos uma dose de vacina contra Covid
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 19/04
A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Resumo da semana: STF mantém anulações de sentenças contra Lula, mais jovens em UTIs e CPI da Covid
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco