Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

PANDEMIA

Covid-19: Polícia Civil ouve vereador que abriu caixão com facão

Publicado em: 29/04/2021 15:58

 (Advogado do vereador William Faria (PT) disse que ele cometeu apenas 'erro de proibição'. Resultado do teste RT-PCR, feito no idoso, deu inconclusivo. Foto: Reprodução / Redes sociais)
Advogado do vereador William Faria (PT) disse que ele cometeu apenas 'erro de proibição'. Resultado do teste RT-PCR, feito no idoso, deu inconclusivo. Foto: Reprodução / Redes sociais
O Casu-Hospital Irmã Denise divulgou na quarta-feira (28) o resultado do teste RT-PCR feito com material coletado do idoso cujo corpo estava no caixão lacrado, que foi aberto com facão pelo vereador William Faria (PT), em Santa Bárbara do Leste.

"Informamos que o teste apresentou resultado indetectável, porém não podemos considerar que é um resultado conclusivo e nem descartar a infecção, uma vez que o paciente apresentava apenas três dias de sintomas, e devido ao óbito, não foi possível realizar a contra prova do exame", informou o Casu, em nota.

O paciente que morreu com sintomas da Covid-19, José Vieira do Carmo, de 91 anos, morava em Entre Folhas, cidade próxima a Santa Bárbara do Leste, onde ele tinha familiares.

O Casu esclereceu que o homem deu entrada na UTI Covid-19 no hospital na madrugada de domingo (25), transferido via SUS Fácil, da UPA Caratinga, já intubado. O laudo foi direcionado ao hospital, por meio da central de regulação, como caso suspeito para Covid-19 e o paciente apresentava sintomas graves e sugestivos para a doença há aproximadamente três dias, de acordo com a nota expedida pelo Casu.

Sobre os protocolos e as declarações de óbito do paciente, seguidos pelo Casu, o hospital esclareceu que seguiu as orientações do Conselho Federal de Medicina (CFM) e Ministério da Saúde (MS). E que neste caso, o velório é proibido pelas instâncias sanitárias do governo, devido à alta transmissibilidade do vírus. 

Vereador depõe na Polícia Civil
O vereador William Faria (PT), que abriu com um facão o caixão lacrado com o corpo do idoso, compareceu à Delegacia de Polícia Civil de Caratinga na quarta-feira (28) para prestar depoimento. Seu advogado, Alexsandro Victor de Almeida, disse que seu cliente é acusado da prática de dois delitos: infringência à norma sanitária e violação de urna mortuária.

Disse que o vereador abriu o caixão a pedido dos familiares e depois de ler o documento que atestava o óbito, que é idôneo, e que declarava que o homem não havia morrido pela Covid-19. "Ele entendeu que não estava cometendo nenhuma irregularidade sanitária e também não estava cometendo delito de violação de urna mortuária. Ele cometeu um erro de proibição, que o isenta de pena. Quero crer que a autoridade policial deverá concluir pela atipicidade da conduta do vereador", disse.

Além do inquérito policial contra ele, o vereador terá de se defender em outros dois processos. A Câmara Municipal de Santa Bárbara do Leste está investigando a conduta do vereador e criou uma comissão parlamentar com este fim. Outro processo foi aberto pela Executiva Estadual do Partido dos Trabalhadores, que já afastou o vereador e pode expulsá-lo do partido.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Imunização para gestantes começa a ser liberada, mas ainda gera dúvidas
Resumo da semana: briga por terceira via em 2022, adeus a Paulo Gustavo e vacinação de gestantes
ONU pede  investigação independente sobre chacina no Rio
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 07/05
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco