Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

PANDEMIA

Brasil registra mais 2.027 mortes e chega a 383,5 mil casos fatais

Publicado em: 22/04/2021 19:17

 (Foto: Carl de Souza/AFP)
Foto: Carl de Souza/AFP
Há mais de um mês com média móvel acima de dois mil casos fatais por dia pela Covid-19, o balanço do Ministério da Saúde sinaliza uma diminuição nos registros de mortes, ainda em patamares alarmantes. Nesta quinta-feira (22), o Brasil registrou mais 2.027 fatalidades, totalizando 383.502 perdas desde o início da pandemia. Apesar das ligeiras diminuições nas atualizações, especialistas alertam que não é momento de afrouxar as medidas restritivas.

"Estamos rumando para um outono/inverno que pode ser muito duro e difícil, pois estamos em uma quantidade muito alta de casos ativos. É imprescindível baixar a taxa de transmissão", alerta o coordenador da Rede Análise Covid-19, o pesquisador e especialista em análise de riscos Isaac Schrarstzhaupt. Nas análises, ele já percebe uma estabilização das quedas, indicando que podemos viver um novo grande platô, desta vez, em um cume muito mais alto. "É como se tivéssemos lançado instrumentos para abater um foguete nas alturas, mas antes de esperá-lo descer, já encaminhar um novo", compara.

Desde o início de março o Brasil registra mais de mil mortes por dia, mesmo aos fins de semana. A média móvel atual é de 2.580 óbitos, segundo levantamento do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). A queda, na comparação com as semanas anteriores, não deve ser suficiente para fazer o país fechar abril com menos de 400 mil óbitos. No ritmo atual, a triste marca deve ser batida em 28 de abril, pelas projeções do Portal Covid-19 Brasil, plataforma elaborada por pesquisadores da UnB e da Universidade de São Paulo (USP).

Caso haja um afrouxamento desregrado das medidas de restrição, os especialistas alertam para a possibilidade das reversões de queda de casos, o que já é visto, por exemplo, no Maranhão e no Espírito Santo %u201CEssa interrupção da queda em patamar elevado é similar a momentos críticos observados em 2020 nesses mesmos estados%u201D, alerta o responsável pelo InfoGripe, o pesquisador Marcelo Gomes. Correm o risco de ter um cenário parecido capitais como Boa Vista (RR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), Macapá (AP), Manaus (AM), Natal (RN), e Teresina (PI).

Nesta quinta, o Brasil registrou 45.178 novas infecções pela Covid-19 e soma 14.167.973 positivos para a doença. A média móvel está em 60.185 casos, a menor desde o início de março.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
ONU pede  investigação independente sobre chacina no Rio
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 07/05
Teich vincula renúncia à pressão de Bolsonaro para usar cloroquina
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 06/05
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco