Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

MINAS GERAIS

Bebê de três dias e enfermeira que atuava em UTI/Covid morrem em acidentes

Publicado em: 29/04/2021 15:40

 (Foto: Divulgação/Ascom)
Foto: Divulgação/Ascom
Dois acidentes graves marcaram a o fim de noite dessa quarta-feira (28) e madrugada desta quinta-feira (29), em Varginha, no Sul de Minas. As batidas aconteceram em locais e horários próximos. Uma enfermeira de linha de frente da Covid-19 e um recém-nascido morrem nos acidentes.

De acordo com a Prefeitura de Varginha, Poliane Guedes de Souza, de 43 anos, estava a caminho do trabalho. A mulher era enfermeira da linha de frente em combate ao novo coronavírus e atuava no Hospital de Campanha da cidade.

“Respeitada e admirada pelos colegas, foi grande ser humano e profissional tendo exercido com excelência sua função na Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Social, por meio da Kerigma, e atualmente trabalhava no Hospital de Campanha do Município de Varginha, para onde seguia para assumir o plantão quando ocorreu o acidente. Sua falta já está sendo sentida por todos nós”, diz nota de pesar emitida pela Prefeitura de Varginha.

O Corpo de Bombeiros informou que o motorista de uma caminhonete teria perdido o controle do veículo ao descer a Avenida do Contorno. O homem atravessou a pista e atingiu dois veículos que seguiam na direção contrária. A enfermeira estava sozinha em um dos veículos atingidos. No outro carro havia três pessoas, um casal e uma criança, que tiveram ferimentos leves.

A Perícia da Polícia Civil foi acionado e o corpo de Poliane foi encaminhado ao Instituto Médico Legal da cidade.

Acidente na sequência
Próximo ao local, outra batida aconteceu durante a madrugada desta quinta-feira (29). De acordo com o Corpo de Bombeiros, um carro teria avançado o sinal e atingido um ônibus, que seguia de Poços de Caldas, também no Sul de Minas, para Belo Horizonte.

O Corpo de Bombeiros relatou que no veículo havia três pessoas, duas mulheres e um recém-nascido de três dias. Com o impacto da batida, o bebê foi jogado para fora do carro e foi socorrido com traumatismo craniano. A motorista de 41 anos e a passageira de 24 também tiveram traumas no crânio.

“O uso correto do bebê conforto e cadeirinhas de elevação são essenciais para evitar que crianças e bebês morram ou fiquem gravemente feridas em acidentes de trânsito. Por isso, pais e familiares não devem abrir mão do uso, seja em viagens rápidas ou longas. Certfique se o equipamento está bem instalado no carro e que a criança esteja segura”, alerta o Corpo de Bombeiros.

A morte do recém-nascido foi confirmada pela assessoria de imprensa do Hospital Bom Pastor pela manhã desta quinta (29/4). Familiares contaram em um grupo das redes sociais que a mulher furou o sinal para socorrer o bebê, que estaria engasgado.

“Este acidente aconteceu com a minha cunhada. Elas furaram o sinal vermelho porque meu sobrinho de três dias passou mal. Quem é mãe sabe o desespero para salvar o seu filho. Eu sei que elas estavam erradas na hora do desespero pra salvar a vida de um anjinho”, disse o cunhado de uma das vítimas.

O ônibus atingido tinha 23 passageiros. Ainda de acordo com os bombeiros, ninguém teve ferimentos, mas o motorista ficou em estado de choque e precisou de atendimento médico.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
De 1 a 5: dicas para destravar sua criatividade e ampliar a percepção
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 10/05
Gil do Vigor é recebido com festa da população e honraria em Paulista
Imunização para gestantes começa a ser liberada, mas ainda gera dúvidas
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco