Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

VACINAÇÃO

Apenas capitais brasileiras receberão primeiras doses da vacina da Pfizer

Publicado em: 23/04/2021 21:34

 (Foto: Justin Tallis/AFP)
Foto: Justin Tallis/AFP
Na expectativa da chegada da remessa de 1 milhão de doses da vacina Comirnaty, produzida pela Pfizer, prevista para próxima quinta-feira (29), o Ministério da Saúde começa a preparar a distribuição desse primeiro lote do imunizante. No entanto, segundo a pasta, a vacinação com a Comirnaty ficará restrita, neste primeiro momento, às 27 capitais brasileiras.

A restrição ocorrer por causa da refrigeração especial que a vacina exige. De acordo com a pasta, estas doses serão entregues armazenadas entre -25°C e -15°C e poderão ficar nessa faixa de temperatura por até 14 dias. Quando colocada na rede de frio nacional, que tem temperatura de +2°C a 8°C, a vacina deve ser aplicada na população em até cinco dias.

“Devido ao curto espaço de tempo, o Ministério da Saúde está orientando, para essa primeira remessa, que a vacinação com as doses da Pfizer fique restrita às 27 capitais do país”, justificou o ministério por meio de nota.

O governo federal também anunciou que primeiro enviará as vacinas destinadas à primeira aplicação para as capitais. Ou seja, 500 mil doses. E uma semana depois, mais 500 mil unidades, destinadas à segunda dose. No caso da vacina da Pfizer, o intervalo entre a primeira e a segunda aplicação é de 21 dias.

Outras cidades
O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, confirmou, nesta sexta-feira (23), que a remessa de 1 milhão de doses da vacina chegará na próxima quinta (29), no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). Além disso, o secretário informou que o Ministério da Saúde busca preparar a rede de frio de outras cidades para que estas possam receber as próximas doses da vacina da Pfizer.

“Em um momento futuro, a gente vai preparar a infraestrutura dos demais municípios para que eles recebam essa vacina”, disse Cruz. A pasta informou que já está em andamento a compra, via Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), de 183 freezers de ultrabaixa temperatura, que atingem temperaturas de -90°C a -60°C.

Os primeiros 30 freezers devem ser entregues em meados de junho. “O Ministério da Saúde planeja entregar os freezers para as centrais estaduais e os gestores locais vão definir a estratégia de distribuição dos equipamentos em seus territórios”, informou a pasta.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Cuba inicia vacinação contra a Covid-19 com imunizante próprio
Datafolha: Lula venceria Bolsonaro nas eleições de 2022
Manhã na Clube - Entrevista com Humberto Costa e Thiago do Vale da Apac
Air France e Airbus serão julgadas pelo voo 447 Rio-Paris
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco