Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

PANDEMIA

Saúde antecipa vacinação para profissionais de segurança e Forças Armadas

Publicado em: 31/03/2021 19:32

 (Foto: Mauro Pimentel/AFP)
Foto: Mauro Pimentel/AFP
Um dia após ser pressionado por governadores que pediram urgência na imunização contra a Covid-19 de profissionais do sistema de segurança público e da educação, o Ministério da Saúde anunciou, nesta quarta-feira (31), que antecipará a vacinação das forças de segurança e salvamento e das Forças Armadas, grupo que, segundo a pasta, atua diretamente nas ações de enfrentamento à pandemia.

A pasta informou que, a partir de amanhã, serão enviadas, “de maneira escalonada e proporcional”, doses exclusivas para a vacinação dos seguintes profissionais, ordenados por prioridade: trabalhadores envolvidos no atendimento e/ou transporte de pacientes; profissionais envolvidos em resgates e atendimento pré-hospitalar; trabalhadores envolvidos diretamente nas ações de vacinação contra a Covid-19; e trabalhadores envolvidos nas ações de vigilância das medidas de distanciamento social, com contato direto e constante com o público, independentemente da categoria.

Esses profissionais já estavam incluídos no plano de imunização contra a Covid-19, mas não seriam vacinados neste momento, já que idosos, pessoas com comorbidades, indígenas aldeados, pessoas institucionalizadas e profissionais de saúde estão na frente na fila. No entanto, alguns estados, como São Paulo, já haviam anunciado a antecipação da vacinação de profissionais da segurança.

Em nota oficial do Ministério da Saúde, a coordenadora-geral do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Francieli Fontana, afirmou que a pasta reconhece os esforços desses profissionais no combate à pandemia e, por isso, antecipou a vacinação de parte do grupo.

“Decidimos antecipar a vacinação de uma parcela desse grupo seguindo critérios que atendam ao Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19, levando em conta a função que cada agente exerce para o combate à pandemia”, disse.

Pedido dos governadores
Em carta enviada ao Ministério da Saúde na terça-feira (30), governadores pediram uma adaptação nos critérios de prioridade do Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19. No caso dos profissionais de segurança, a justificativa é a rotina de trabalho visando a proteção da população, atividade considerada pelos gestores como linha de frente.

A carta pede, ainda, a inclusão de professores já nesta primeira fase de vacinação. Mas o Ministério da Saúde não anunciou nenhuma mudança quanto à imunização do grupo de profissionais da educação.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 23/04
Em Cúpula do Clima, Bolsonaro promete neutralidade de carbono até 2050
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 22/04
Após polêmicas, Superliga Europeia é suspensa
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco