Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

MINAS GERAIS

Energia e refrigeração falham e mais de mil doses de vacina são perdidas em Minas

Publicado em: 30/03/2021 13:17

 (Servidores do Município encontraram as vacinas fora da temperatura ideal. Foto: Divulgação/Prefeitura de Presidente Olegário)
Servidores do Município encontraram as vacinas fora da temperatura ideal. Foto: Divulgação/Prefeitura de Presidente Olegário
Mais de mil doses de vacina contra Covid-19 deverão ser descartadas em Presidente Olegário, no Alto Paranaíba, depois que a Secretaria Municipal de Saúde encontrou o material armazenado fora da temperatura necessária.

O número de doses desperdiçadas poderia vacinar quase toda a população com mais de 70 anos do município.

A informação foi dada em nota oficial pela prefeitura. Quedas de energia na cidade causaram o problema. Um sistema de baterias que deveria entrar em ação em caso de quedas da energia elétrica também não funcionou.

No total, segundo a Superintendência Regional de Saúde em Patos de Minas, 1.037 doses de CoronaVac foram afetadas pela temperatura inadequada.

De acordo com ao secretário de Saúde de Presidente Olegário, Douglas Henrique da Silva Cambraia, nessa segunda-feira (29), servidores da pasta encontraram desligada uma das câmaras frias que armazenam vacinas. “De imediato foi verificada a temperatura das vacinas e imunobiológicos, que no momento estava acima do permitido. Foi solicitada a presença da PM (Polícia Militar) ao local, para registro e auxílio nas condutas seguintes a serem tomadas. Foi realizado contato com a Polícia Civil para que as medidas possíveis sejam tomadas”, disse. O sistema de baterias não funcionou.

Ele ainda informou que foi feito um comunicado à Superintendência Regional de Saúde para que medidas cabíveis possam ser tomadas. Questionada sobre possibilidade de renovação dos estoques na cidade do Alto Paranaíba, a unidade informou por meio de nota conjunta com a Secretaria de Estado de Saúde que ainda é preciso uma análise do Ministério da Saúde sobre a perda da doses e posterior reposição. Não foi informado o prazo para isso e também não foi dada resposta sobre responsabilizações.

As quedas
Procurada, a Cemig informou que “no sábado (27), uma máquina agrícola derrubou uma torre da linha de distribuição de 138 kV entre as subestações de Araxá e Jaguara. Logo após a ocorrência, as equipes da Cemig realizaram os procedimentos necessários para garantir o resgate do operador da máquina de forma segura. Para garantir o abastecimento de energia da região foram efetuadas manobras no sistema elétrico que ocasionaram apenas dois eventos de interrupção na região com duração de tempo máximo de até quatro minutos”.

As doses
As doses que foram afetadas pela falta de energia, segundo a prefeitura de Presidente Olegário, faziam parte dos últimos três lotes que tinham sido entregues nas remessas recentes enviadas à região pelo Governo do Estado. Elas seriam usadas para aplicação em idosos entre 71 e 73 anos.

De acordo com dados do IBGE, o Município tem 1.052 pessoas com mais de 70 anos, o que indica que as 1.037 doses afetadas poderiam vacinar toda a faixa etária para qual estava reservada. No total, o Município tem pouco mais de 18,5 mil habitantes.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 19/04
A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Resumo da semana: STF mantém anulações de sentenças contra Lula, mais jovens em UTIs e CPI da Covid
Cacique Raoni pede ao presidente dos EUA que ignore Jair Bolsonaro
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco