Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

MINAS GERAIS

Capitão América é roubado em MG e pede moto de presente de Natal

Publicado em: 25/12/2020 17:34

 (Foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press)
Foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press
O crime não alivia nem os super-heróis. O Capitão América mineiro, que teve a motocicleta roubada em 2017, resolveu fazer um pedido especial ao Papai Noel neste ano: a recuperação do seu veículo de transporte que foi levado em um assalto a mão armada.

Para isso, ele criou uma vaquinha virtual que pretende arrecadar R$ 28 mil. O dinheiro é para adquirir a Suzuki Hayabusa e continuar fazendo serviços sociais em instituições de caridade e hospitais infantis.

Por trás da fantasia de super-herói está Rodrigo Ferreira Costa, de 41 anos, que trabalha como segurança pessoal e recriação, morador de Belo Horizonte, na Região de Venda Nova. A ideia da fantasia começou há quatro anos, quando ele era agente socioeducativo e resolveu trabalhar com o incentivo da alegria de crianças.

“A ideia surgiu dentro da cadeia. Eu era agente penitenciário e resolvi trabalhar com crianças para que elas não chegassem lá naquele lugar que eu trabalhava. Depois perdi a moto há uns três anos e nunca mais recuperei o valor para comprar”, conta Rodrigo. "Até me desmotivei dos trabalhos sociais. Hoje é Natal, era pra eu estar distribuindo presentes para as crianças. Mas 2021 promete, vou fazer bastante coisa boa.”

Depois de ser assaltado, Rodrigo conseguiu comprar outra moto mais simples que estragou em pouco tempo. Logo depois, um amigo doou uma moto pequena. “Eu fico pensando, faço trabalhos sociais e essas coisas ainda acontecem com a gente. Hoje chego nas festas e as pessoas perguntam da moto colorida, que faz barulho”, lamenta.

Além dos trabalhos para crianças em vulnerabilidade, o Capitão América também é parceiro da Polícia Militar e faz alegria nos eventos do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd).

“Comecei em vários lugares, nunca tive ajuda de ninguém”, disse Rodrigo. Além de divulgar seu trabalho, ele também usa as redes sociais como intermédio para pessoas necessitadas. “Deus está me ajudando bastante. Eu não quero dinheiro. Estou aberto a parcerias. Costumo dizer que não preciso do peixe, me dá a vara que eu pesco. Só preciso de uma oportunidade de mostrar meu trabalho.”

Para o super-herói, o presente de Natal, na verdade, é poder continuar na mágica missão de fazer o bem. “Quando eu coloco a fantasia eu me sinto muito poderoso, porque o poder que eu tenho com as crianças só eu sei. Quando eu falo para uma criança que só vira super-herói se comer, o prato fica vazio rapidinho. Depois as mães me mandam mensagem agradecendo”, conclui.

Como ajudar

Para ajudar Rodrigo a recuperar a moto Suzuki Hayabusa contribua aqui pela vaquinha virtual.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 20/01
Técnica em enfermagem é a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 em Pernambuco
Enem para todos com Fernandinho Beltrão #126 Introdução ao Reino Protista #127 Classificação
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 18/01
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco