Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

CRIME

Laudo inicial da causa da morte de homem negro morto no Carrefour aponta asfixia

Publicado em: 20/11/2020 19:20

 (Foto: Reprodução / Redes Sociais)
Foto: Reprodução / Redes Sociais
A principal suspeite da causa da morte do homem negro espancado até a morte em uma unidade do Carrefour em Porto Alegre é de asfixia, é o que aponta o Instituto Geral de Perícias do Rio Grande do Sul (IGP-RS).

De acordo com o Instituto, outros exames laboratoriais ainda devem ser realizados e o resultado definitivo só será concluído nos próximos dias. O corpo de João Alberto Silveira Freitas, 40, foi encaminhado aos Departamentos de Criminalística e Médico Legal ainda na noite de ontem e sua liberal ocorreu na tarde de hoje (20).

A vítima foi espancada até a morte, um dia antes do Dia da Consciência Negra, por dois homens brancos. João realizava compras em companhia da esposa quando houve um desentendimento com uma das funcionárias do supermercado que acionou a segurança. Ele foi levado para o estacionamento, onde aconteceram as agressões.

O policial militar Giovane Gaspar da Silva, 24, e o segurança Magno Braz Borges, de 30, foram presos em flagrante e estão com a prisão preventiva decretada deste a tarde desta sexta-feira (20).

A defesa do policial militar argumentou que João Alberto estava alterado e "deu um encontrão em uma senhora" dentro do estabelecimento comercial. Ainda relatou, de acordo com Giovane, que a vítima havia desferido um soco contra o preso.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 25/11
Vacina russa afirma ter 95% de eficiência
ONU condena racismo estrutural no Brasil
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 24/11
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco