Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

FLORESTA

Estudo aponta que 40% da Amazônia pode virar savana antes do fim do século

Por: AFP

Publicado em: 05/10/2020 17:43 | Atualizado em: 05/10/2020 18:10

 (Foto: AFP)
Foto: AFP
Até 40% da floresta amazônica pode se transformar em savana antes do fim do século devido à falta de chuvas causada pelas emissões de gases causadores do efeito estufa, segundo um estudo publicado nesta segunda-feira (5). O bioma amazônico representa 49,29% do território brasileiro.

Uma equipe de cientistas europeus usou os últimos dados atmosféricos disponíveis para simular a reação das florestas úmidas à mudança no regime de chuvas. Além disso, visaram simular especialmente as consequências da continuação do uso de combustíveis fósseis até o final do século.

Eles calcularam que as chuvas na Amazônia já estão tão baixas que até 40% de sua floresta pode se transformar em sistema de pastagem, segundo o estudo do Stockholm Resilience Centre, publicado na Nature Communications.

A autora principal do estudo, Arie Staal, destaca que as florestas úmidas normalmente criam suas próprias precipitações por evaporação, beneficiando o crescimento das árvores. Mas o contrário também acontece. Quando as chuvas param, a floresta desaparece.

"Quando a floresta diminui, há menos chuvas, o que causa a seca, mais incêndios e perda de árvores: é um ciclo vicioso", segundo ela.

O estudo buscou analisar a resistência das florestas tropicais úmidas em cenários extremos. Em um desses casos, os pesquisadores concluíram que se desparecerem brutalmente, as florestas úmidas teriam muita dificuldade para se reconstruir.

Além da bacia amazônica, o estudo estabelece que a bacia do Congo também pode se transformar em savana. "Compreendemos agora que as florestas úmidas em todos os continentes são muito sensíveis às mudanças globais e podem rapidamente perder sua capacidade de adaptação", segundo Ingo Fetzer, do Stockholm Resilience Centre.

"Se desaparecerem, sua restauração ao estado original levará décadas", disse.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista Dr. Felipe Dubourcq, urologista
Polícia Federal vai usar drones para fiscalizar irregularidades nas eleições
Rhaldney Santos entrevista Dr. João Gabriel Ribeiro, neurocirurgião
Rhaldney Santos entrevista Armando Sérgio (Avante)
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco