Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

RIO DE JANEIRO

Empresário que filmou mulheres fazendo ioga em lagoa vira réu na Justiça

Publicado em: 14/10/2020 11:41

 (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução
O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou o empresário Ricardo Machado de Sá Roriz e o amigo dele, Celso Lins Bastos, pelo episódio em que eles gravam e expõe mulheres praticando ioga na Lagoa Rodrigo de Freitas, Zona Sul do Rio de Janeiro.

A 2ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Territorial da área Zona Sul e Barra da Tijuca informou que a denúncia foi oferecida na sexta-feira (9/10). Ricardo e Celso são acusados dos crimes de perturbação da tranquilidade e ato obsceno. O processo foi distribuído na 33ª Vara Criminal.

Roriz é acusado de filmar a advogada Mariana Maduro e uma amiga enquanto ambas praticavam a atividade. Ricardo e Celso aplicaram zoom no celular para registrar o momento em que uma das mulheres tenta ficar de ponta-cabeça e fazem comentários e gestos obscenos durante o vídeo. As imagens foram divulgadas em 4 de agosto e ganharam repercussão nacional.

Na época, Roriz se justificou dizendo que havia bebido e que fez os vídeos com a intenção de criar conteúdo humorístico para as redes sociais. Ele apagou as publicações e usou o próprio perfil para um pedido de desculpas. "Venho externar minha solidariedade a quem se sentiu ofendido ou depreciado pela referida postagem", escreveu.

No entanto, dias depois o empresário voltou a gerar polêmica. Ele gravou um vídeo dizendo que havia descoberto porque "mulher da gente é um bicho chato pra c******" e prossegue falando que a "culpada" é a lei que combate a violência doméstica.

"Se a Maria da Penha não tivesse feito aquela lei, se tivesse uma lei assim: 'Você está casado e está vivendo com uma mulher há mais de três meses, você tem direito de enfiar a porrada se ela te encher o saco'. Toda mulher seria maravilhosa, seria calminha", continuou, concluindo que estava incomodado com cobranças da própria esposa após chegar em casa.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Candidatos têm características das mais distintas, mas estão longe de representar os grupos sociais
Resumo da semana: 5 anos do surto de microcefalia, Covid suspende aulas e nova pesquisa no Recife
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #289 - Colênquima e esclerênquima
Rhaldney Santos entrevista Dra. Larissa Ventura, oftalmopediatra
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco