Diario de Pernambuco
Busca

MATO GROSSO

Jardineiro preso injustamente por 5 anos é inocentado pelo STJ

João Paulo passou 3 anos preso aguardando o julgamento e mesmo após ser inocentado permaneceu mais 1 ano e 7 meses na prisão

Publicado em: 21/05/2024 21:19 | Atualizado em: 21/05/2024 21:21

João Paulo foi erroneamente acusado por um homicídio  (foto: Reproduçãp/Redes Sociais)
João Paulo foi erroneamente acusado por um homicídio (foto: Reproduçãp/Redes Sociais)

João Paulo de Amorim, um jardineiro de 28 anos, foi solto neste mês após ficar 4 anos e 11 meses preso injustamente. O crime que o homem foi erroneamente acusado por um homicídio em outubro de 2018. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) declarou o jardineiro inocente devido a falta de provas em outubro de 2022, sendo que o alvará de soltura já havia sido assinado em 8 de novembro, sem execução.

 

A Defensoria Pública de Mato Grosso afirmou que o oficial de Justiça procurou por João na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá, primeira prisão em que ele ficou detido, porém o homem havia sido transferido para o Complexo Penitenciário de Várzea Grande, região metropolitana da capital.

 

O defensor público André Rossignolo, explicou, que ao fazer uma visita ao Complexo Penitenciário Ahmenon Lemos, no início de maio, foi procurado por João Paulo e ressaltou que foi um grave erro do Judiciário e do Sistema Penitenciário.

 

 

 

Confira as informações no completas no Metrópoles.  

MAIS NOTÍCIAS DO CANAL