Diario de Pernambuco
Busca

AUTOMÓVEIS

Com mais de 5 mil veículos, navio da BYD chega ao Brasil pela 1ª vez e atraca em Suape

O navio trouxe veículos elétricos e híbridos

Publicado em: 28/05/2024 15:09 | Atualizado em: 29/05/2024 20:43

Navio chegou nessa segunda-feira (27) (Thatiany Lucena/DP)
Navio chegou nessa segunda-feira (27) (Thatiany Lucena/DP)
A BYD, empresa chinesa líder mundial em veículos de energia limpa, segue em direção à mobilidade verde global. Entregue em janeiro no porto de Yantai, em Shandong, o EXPLORER NO.1 BYD, navio oficial e propriedade da marca, atracou pela primeira vez, nessa segunda-feira (27), no continente americano, no Porto de Suape, no Grande Recife, trazendo carros elétricos e híbridos para o país.
 
O navio que atracou em solo pernambucano tem capacidade para transportar até 7 mil veículos e mede 199,9 metros de comprimento. 

Nessa embarcação, o navio trouxe 5.459 carros para abastecer o mercado nacional, com o objetivo de atender a alta demanda dos brasileiros pelos carros elétricos e híbridos da BYD.  
 
Na operação, a Wilson Sons, empresa brasileira operadora de logística portuária e marítima, está atuando com os rebocadores "Aquarius" e "WS Leonis" na atracação do navio da BYD, no Porto de Suape. A Agência Marítima também faz a interface com os órgãos competentes, enquanto a divisão de rebocadores da companhia está apoiando na atracação e desatracação da embarcação. 

Pelo Porto de Suape, a BYD distribui a importação para o norte e nordeste. Além de Pernambuco, a chinesa importa também no Espírito Santo, para o sudeste e centro-oeste e em Santa Catarina, para parte do sudeste, sul e centro-oeste. Dos modelos que estão lançados hoje, os preços dos veículos variam entre R$ 115 mil a R$ 550 mil. 

A próxima remessa de carros da BYD deve chegar ao Porto de Suape no começo do mês de junho. “A gente está trazendo uma quantidade agora por uma questão de aumento de vendas e também devido à  estratégia do aumento do imposto em julho. Então a companhia decidiu trazer um pouco do volume do ano já agora no primeiro semestre”, explicou o gerente de logística da BYD no Brasil, Leonardo Felippe. 
 
Essa foi a segunda viagem do EXPLORER NO.1 BYD que levou 27 dias da China até o Brasil. Segundo o gerente de logística da BYD no Brasil, a descarga dos veículos, dura em média 50 horas e pode variar de acordo com o clima. São descarregados em média, 120 carros por hora. 
 
De janeiro a maio deste ano, a BYD já emplacou mais de 25,5 mil unidades, 43% a mais do que todos os emplacamentos de 2023 (17,9 mil). 

“Tem muita coisa boa acontecendo, logicamente a movimentação de veículos, em termos de negócio, é uma das que mais crescem percentualmente nos últimos anos. Aqui em Suape nós movimentamos no ano passado cerca de 80 mil veículos. Em termos de localização, Suape tem uma posição privilegiada principalmente nos mercado europeu e americano. Quando a gente fala de nordeste, nós somos os principais em algumas atividades e eu acredito que esse tenha sido um dos fatores da BYD para operar em Suape hoje”, destacou o diretor-presidente de Suape, Marcio Guiot. 

Segundo dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), em abril, a BYD se tornou a nona montadora a mais emplacar carros no país, no ranking geral entre todas as marcas. 

Mercado no Brasil 

De acordo com a BYD, o Brasil hoje é maior mercado para a BYD fora da Ásia. Por isso, no final deste ano, a empresa já começa a construção de uma fábrica em Camaçari, na Bahia. A expectativa da chinesa é de começar a produzir os carros mais eficientes e tecnológicos no país, a partir do próximo ano. Na primeira fase, é esperada a produção de 150 mil veículos por ano, podendo chegar até 300 mil veículos em uma segunda fase de expansão. O empreendimento deve gerar 10 mil empregos diretos e indiretos na região.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL