Diario de Pernambuco
Busca

8 DE JANEIRO

"Cabo e soldado estão presos", diz Moraes, ironizando Eduardo Bolsonaro

Declarações ocorreram em alusão à frase dita pelo filho de Bolsonaro em 2018 para apontar fragilidade no funcionamento da Suprema Corte

Publicado em: 22/05/2024 20:49 | Atualizado em: 22/05/2024 20:52

Segundo Moraes, o "novo populismo" foi o que levou aos atentados contra os Três Poderes (Foto: Luiz Roberto/Secom/TSE
)
Segundo Moraes, o "novo populismo" foi o que levou aos atentados contra os Três Poderes (Foto: Luiz Roberto/Secom/TSE )

 

O ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ironizou uma fala do deputado Eduardo Bolsonaro, filho do ex-presidente Jair Bolsonaro. Em 2018, Eduardo afirmou que "basta um cabo e um soldado para fechar o STF (Supremo Tribunal Federal)". O magistrado afirmou que "o cabo, o soldado, o coronel, estão todos presos". Ele se referiu aos atentados de 8 de janeiro de 2023.

 

“Todos se recordam que bastava um cabo e um soldado para fechar o Supremo Tribunal Federal. O cabo, o soldado, o coronel, estão todos presos. E o Supremo Tribunal Federal aberto, e funcionando”, afirmou Moraes. Para o ministro, o que ele chamou de "novo populismo" levou aos atentados contra os Três Poderes.

 

O ministro destacou que "todos se lembram da frase dita em 2018", sem citar diretamente o parlamentar. As declarações ocorreram durante um seminário sobre inteligência artificial no TSE.

 

Na ocasião das declarações, Eduardo Bolsonaro sofreu diversas críticas e foi acusado de fazer apologia a crimes cometidos durante o regime militar, quando instituições democráticas foram fechadas pela ditadura. 

Tags: boslonaro | moraes | de | alexandre | stf | brasil |
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL