Diario de Pernambuco
Busca

XENOFOBIA

Trump chama imigrantes de ''animais'' em comício

Em discurso, Trump relacionou possível aumento da violência nos EUA a imigrantes venezuelanos. Eleições presidenciais serão em 5 de novembro

Publicado em: 03/04/2024 11:26 | Atualizado em: 03/04/2024 11:32

O foco principal das críticas de Trump são oa venezuelanos (SCOTT OLSON / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / GETTY IMAGES VIA AFP)
O foco principal das críticas de Trump são oa venezuelanos (SCOTT OLSON / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / GETTY IMAGES VIA AFP)

O ex-presidente dos Estados Unidos (EUA) Donald Trump afirmou que imigrantes ilegais que cometeram crimes no país são “animais” e “não humanos”, durante discurso em comício no estado de Michigan, na terça-feira (2/3). Trump concorre às eleições presidenciais, marcadas para 5 de novembro.

 

Em sua fala, Trump relembrou crimes cometidos por imigrantes ilegais no país. Entre eles citou o caso do assassinato da estudante de enfermagem Laken Riley, 22 anos, em que um venezuelano é o principal suspeito. “A estudante de enfermagem de 22 anos na Geórgia, que foi barbaramente assassinada por um ‘animal estrangeiro’ ilegal”, mencionou o ex-presidente.

 

“Os democratas dizem: ‘Por favor, não os chame de animais. Eles são humanos.’ Eu disse: ‘Não, eles não são humanos, são animais’”, continuou o candidato à presidência. “Nancy Pelosi [membro da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos] me disse isso. Ela disse: ‘Por favor, não use a palavra animais quando estiver falando sobre essas pessoas’. Eu disse: ‘Vou usar a palavra animal, porque é isso que eles são”.

 

Confira a matéria completa no Metrópoles

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL