Diario de Pernambuco
Busca

Violência

Papangu assassino: operação prende suspeitos de matar comerciante em posto no Carnaval de Olinda

Crime ganhou repercussçao por causa da ousadia. Homem fantasiado atirou dentro de loja de conveniência e matou vítima

Publicado em: 01/03/2024 07:23 | Atualizado em: 01/03/2024 16:08

Homem vestidode papangiu matou comerciante em posto de Olinda  (Foto: redes sociais )
Homem vestidode papangiu matou comerciante em posto de Olinda (Foto: redes sociais )
Suspeitos de envolvimento no assassinato de um comerciante no domingo de Carnaval, em um posto de combustíveis, em Olinda, são alvo de uma operação das polícias de Pernambiuco, nesta sexta (1º).
 
O crime ganhou repercussão por causa da ação ousada dos criminosos.
 
Um homem aparece em imagens de câmeras de segurança executando a vítima usando uma fantsia de papangu. 
 
Por meio de nota, a polícia Civil disse que a Operação de Intervenção Tática Quatro Cantos cumpriu dois mandados de prisão e oito de busca e apreensão domiciliar. 
 
A ação é da 9a Delegacia de Polícia de Homicídios/DHMN, em parceria  com a 7ª Delegacia Seccional de Olinda, e 1º Batalhão da Polícia Militar de Pernambuco.
 
Os mandados tem como alvo os envolvidos na morte do comerciante Rafael Gonçalves Elhimas.
 
O crime aconteceu no último dia 11 de fevereiro,  no Varadouro, Olinda. 

A Polícia Civil disse, ainda, que a  investigação segue em curso e que "mais detalhes serão repassados em momento oportuno".
 
Os nomes do envolvidos e os motivos do assassinato  ainda não foram divulgados 
 
Como foi

No domingo de Carnaval , o comerciante, de 34 anos, foi assassinado na loja de conveniência de um posto.
  
A vítima estava olhando as prateleiras da loja quando o agressor, vestido de papangu, sacou a arma e disparou à queima-roupa.

Há informações de que, além do fantasiado, outro homem participou do crime.  
 
Papangu é uma fantasia tradicional do carnaval pernambucano, caracterizada por uma máscara que cobre o rosto de quem a veste.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL