Diario de Pernambuco
Busca

CRIME

Itamaraty presta assistência à brasileira estuprada por 7 homens na Índia

A pasta informou que, por intermédio da embaixada do Brasil em Nova Delhi, tem buscado prestar toda a assistência consular cabível à brasileira e seguirá acompanhando os desdobramentos do caso

Publicado em: 03/03/2024 19:18 | Atualizado em: 04/03/2024 07:31

"Meu rosto está assim, mas não é o que mais me dói. Achei que íamos morrer. Graças a Deus estamos vivos", disse a brasileira violentada na Índia (Foto: Reprodução)
"Meu rosto está assim, mas não é o que mais me dói. Achei que íamos morrer. Graças a Deus estamos vivos", disse a brasileira violentada na Índia (Foto: Reprodução)
O Ministério das Relações Exteriores informou, neste domingo (3/2), por meio de nota, que a embaixada do Brasil em Nova Delhi, na Índia, acompanha e presta "toda a assistência consular cabível" à brasileira que foi estuprada por sete homens em Dumka, no estado oriental de Jharkhand — região onde a vítima viajava com o marido.
 
O Itamaraty afirmou que tem feito o atendimento de forma coordenada com a embaixada da Espanha, pois o marido da mulher é espanhol e ela possui dupla cidadania.

"Imediatamente após tomar conhecimento dos fatos, a embaixada do Brasil em Nova Delhi procurou contato com a cidadã brasileira e as autoridades locais. Paralelamente, diante da informação de dupla nacionalidade brasileira e espanhola, a embaixada do Brasil coordenou-se com a embaixada da Espanha, que informou estar prestando assistência consular às vítimas", apontou.

A pasta emendou que, por meio da embaixada do Brasil em Nova Delhi, seguirá acompanhando todos os desdobramentos do caso, em estreita coordenação com as autoridades da Espanha e da Índia.

Veja a nota na íntegra:

"O Ministério das Relações Exteriores, por intermédio da embaixada do Brasil em Nova Delhi, tem buscado prestar toda a assistência consular cabível à brasileira. Imediatamente após tomar conhecimento dos fatos, a embaixada do Brasil em Nova Delhi procurou contato com a cidadã brasileira e as autoridades locais. Paralelamente, diante da informação de dupla nacionalidade brasileira e espanhola, a embaixada do Brasil coordenou-se com a embaixada da Espanha, que informou estar prestando assistência consular às vítimas.

Em atendimento ao direito à privacidade e em observância ao disposto na Lei de Acesso à Informação e no decreto 7.724/2012, o Ministério das Relações Exteriores não fornece informações adicionais sobre casos individuais de assistência a cidadãos brasileiros.

Por meio da embaixada do Brasil em Nova Delhi, o Ministério das Relações Exteriores seguirá acompanhando todos os desdobramentos do caso, em estreita coordenação com as autoridades da Espanha e da Índia".

Entenda
 
Fernanda Santos e o marido Vicente Barbera viajavam pelo mundo em uma moto e acampavam no país indiano. Além da violência sexual sofrida pela brasileira, o casal foi espancando pelos criminosos. 
 
Três homens foram presos no sábado (2/3) e a polícia está à procura dos outros suspeitos. Fernanda conseguiu entrar em contato com uma patrulha policial e foi levada a um hospital. A polícia indiana abriu uma investigação sobre a violência.

Confira a matéria no site do Correio Braziliense.  
Tags: estupro | crime | índia | itamaraty |

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL