Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

LUTO

Morre Luís Tenderini, fundador dos Trapeiros de Emaús

Publicado em: 02/07/2022 09:39

Luis Tenderini, recebendo o diploma da Medalha Leão do Norte, conferido pela ALEPE - Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco. (Foto: Divulgação )
Luis Tenderini, recebendo o diploma da Medalha Leão do Norte, conferido pela ALEPE - Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco. (Foto: Divulgação )

Faleceu ontem (1), devido a complicações de uma leucemia, Luís Tenderini, fundador dos Trapeiros de Emaús. Seu velório começou ontem às 20h na escola Luís Tnederini, no bairro Linha do Tiro, e se estendeu até às 9h de hoje (2), e o sepultamento aconteceu hoje, às 9:30, no cemitério de Santo Amaro, na Zona Norte do Recife.  

 

Luís era conhecido por sua militância em movimentos de Direitos Humanos e engajamento político. Há 25 anos ele fundou a Trapeiros de Emaús, uma entidade que restaura e redesigna móveis e eletrodomésticos descartados, também atuando na capacitação de jovens em vulnerabilidade social.

 

O Centro Dom Hélder Câmara publicou em suas redes sociais uma homenagem a Luis Tenderini: 

 

"É impossível se despedir de Tenderini. Uma potência como a dele não finda com a chegada da morte. Ele enfrentou, de perto, os horrores da Ditadura. Ele abraçou a justiça social. Sócio-fundador, membro do Conselho Diretor do Cendhec e fundador do Trapeiros do Emaús, dedicou sua vida às pessoas e a proteção de direitos, um legado que nunca será abreviado. 

 

Ele, que trabalhou lado a lado com Dom Helder, acreditava que cada pessoa era a presença de Deus em nosso caminho. Afirmação que pode ser confirmada por aquelas e aqueles que tiveram a oportunidade de partilhar da companhia do italiano.

 

Dizia ter aprendido com o Dom da Paz, também, a manter a tranquilidade em tempos de dificuldades. Um ensinamento que fala direto aos corações de quem sente sua perda agora.

 

Nós, do Centro Dom Helder Camara de Estudos e Ação Social, agradecemos por toda a contribuição de Tenderini para este Centro de Defesa e para a manutenção dos Direitos Humanos. Prestamos nossas condolências para sua família e amigos. E nos prontificamos a manter viva a chama que ele acendeu em nossos corações", diz a nota do Cendhec. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevistas com dr. Heitor Medeiros e André Navarrete (Innovation Meeting)
Em busca de água, indígenas brasileiros encontram novo lar
Manhã na Clube: entrevista com Carlos Veras (PT), deputado federal
China executa maiores exercícios militares em décadas
Grupo Diario de Pernambuco