Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

MUNDO

Por escassez nos EUA, Nestlé enviará leite para bebês por avião de Suíça e Holanda

Por: AFP

Publicado em: 17/05/2022 19:30

 (Foto: Emmanuelle MONIER / AFPTV / AFP
)
Foto: Emmanuelle MONIER / AFPTV / AFP
A Nestlé realizará suas exportações de fórmulas para bebês aos Estados Unidos por avião de Suíça e Holanda para suprir a escassez do produto no país, informou nesta terça-feira (17) a companhia.

Os envios envolvem especificamente duas marcas de leite hipoalergênica, já que a escassez é uma fonte adicional de estresse para os pais de crianças com intolerância às proteínas do leite de vaca.

"Demos prioridade a esses produtos porque respondem a necessidades médicas críticas", indicou uma porta-voz do grupo à AFP, confirmando uma informação difundida pela imprensa.

As duas marcas, Gerber Good Start Extensive HA e Alfamino, são importadas pelos Estados Unidos habitualmente de Holanda e Suíça, respectivamente.

Agora, devido à escassez, o grupo decidiu enviá-las por via aérea "para responder às necessidades imediatas", detalhou a porta-voz. A Nestlé também dispõe de duas fábricas nos Estados Unidos para a produção de leite infantil.

A escassez, causada inicialmente por problemas na cadeia de fornecimento e pela falta de mão de obra causadas pela pandemia, se agravou quando uma fábrica do laboratório Abbott, em Michigan, fechou após um recall de produtos suspeitos de causar a morte de dois bebês.

Ontem, a Abbott fechou acordo com as autoridades americanas para retomar a produção nessa fábrica.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevistas com a deputada estadual Teresa Leitão (PT) e Juliana César
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Toalhas de Lula e Bolsonaro movimentam o comércio e dão o tom das eleições
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Grupo Diario de Pernambuco