Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

AJUDA

Projeto social inicia campanha para doações no Loteamento Conceição, em Vitória

Publicado em: 18/10/2021 11:28

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação
Acolhimento, trabalho, compaixão e igualdade. São essas as bases da Casa do Amor, que auxilia os habitantes do Loteamento Conceição, em Vitória de Santo Antão, na Mata Sul de Pernambuco. O projeto social deu início aos preparativos para realizar doações de alimentos e enxovais à comunidade, até o final do ano.

A Casa do Amor é formada por um pequeno grupo de amigos, unidos através da generosidade, da fé e da resistência, com o objetivo de ajudar as pessoas que mais precisam. Maria José Timóteo, de 64 anos, e seu marido, Adeildo Severino, de 53, são os coordenadores do grupo que há 9 anos realiza doações periódicas em Conceição.

“A localidade sempre foi muito carente, e isso me tocou de uma forma profunda. Começamos doando cestas básicas, mas, conforme foi aumentando a proporção das nossas visitas, percebemos outras necessidades da população e passamos a oferecer mais formas de auxílio, principalmente às mulheres da localidade, através da entrega de enxovais, além do aumento das doações de comida, porque a fome não espera”, expressou Maria José.

Nos primeiros anos de atividade, o grupo alugava uma pequena casa para auxiliar melhor a população e acolher crianças e jovens, aos domingos. No entanto, conforme o tempo passou, as dificuldades financeiras do grupo aumentaram, sobretudo nos últimos 3 anos, chegando ao ápice com o advento da pandemia de Covid-19. Sem conseguir pagar o aluguel e as contas, a Casa do Amor foi obrigada a encerrar a assistência nesse formato, voltando a atuar nas ruas do loteamento.

“Temos motivação de sobra, pois sabemos que aqueles habitantes são totalmente esquecidos na sociedade,são seres humanos ignorados, invisíveis para muita gente, então nossos esforços são para garantir um futuro melhor para eles, especialmente para as crianças e jovens, que são os mais vulneráveis. Sabemos da importância desses cuidados, pois quando a gente acolhe e abraça, as pessoas se sentem amadas e respeitadas, porque a rejeição e o isolamento é uma coisa devastadora que afeta a vida de qualquer um, e isso é algo muito recorrente em todas as comunidades brasileiras”, declara a coordenadora.

A Casa do Amor não é uma ONG, nem possui inscrição ou sede própria, apesar disso, o grupo entende a responsabilidade de registrar todas as atividades e doações que realiza, além de oferecer uma ficha cadastral às famílias que atende. De acordo com Maria José, esse trabalho é desenvolvido por pessoas que sabem das necessidades do povo da comunidade e que acreditam na possibilidade de um futuro melhor através da colaboração.

O grupo se disponibiliza a buscar materiais e alimentos em locais estabelecidos por pessoas que não podem se locomover até a comunidade. Segundo a coordenadora, todas as doações e compras de enxovais e alimentos feitas com o dinheiro arrecadado pelo grupo são documentadas e as notas fiscais emitidas para quem quiser conferir como o dinheiro é gasto. “Tudo para manter a transparência e dar mais confiança a quem decide apoiar esse trabalho digno, que é feito com muita honestidade e honradez há 9 anos”, afirma.
“Persistimos com esperança e fé, colocando muita força no fazer acontecer, por isso temos a humildade de pedir ajuda a quem possa contribuir para manter essa força ativa, para que os olhos das pessoas sejam abertos e enxerguem os habitantes dessa comunidade carente. É com a ajuda de todos que somos capazes de auxiliar um grande número de pessoas, de todas as idades, desde os bebês até os mais idosos”, conclui Maria José.

Os interessados em ajudar a Casa do Amor podem entrar em contato com os coordenadores, por telefone ou Whatsapp, através dos números: (81) 9.8397-0338, (81) 9.8587-9293 ou (81) 9.8151-6306. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Justiça por Beatriz: pais organizam peregrinação de 720 km para cobrar solução de assassinato
Pessoas que já tiveram covid podem adoecer novamente devido à ômicron
Reino Unido aprova mais um medicamento contra Covid-19
Manhã na Clube: entrevista com o deputado estadual Eriberto Medeiros (PP), presidente da Alepe
Grupo Diario de Pernambuco