Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

PODER

Bolsonaro ataca G7 e afirma que governo não tem corrupção

Publicado em: 21/10/2021 22:06

 (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução
Em sua live nesta quinta-feira (21/10), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pandemia. Durante a live realizada do Palácio do Planalto, o mandatário direcionou críticas a Omar Aziz (PSD/AM) e Renan Calheiros (MDB/AL), ao afirmar que eles não investigaram estados para “proteger o deles”.

“Essa gente do G7 não ajudou em nada. Tomaram tempo dos funcionários, tiraram dois dias de trabalho de Queiroga e não ajudaram em nada, não acharam nada, mas Renan e Aziz têm que defender os seus. Não é que não acharam nada. Não vão achar. Porque não teve corrupção em cima da saúde dos brasileiros”, disse o presidente.

Bolsonaro citou ainda o presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Mauro Ribeiro, e saiu em defesa da autonomia médica. O chefe do Planalto leu textos, supostamente jornalísticos, que colocavam em xeque a eficácia da vacina. Segundo a informação trazida por Bolsonaro, 70% das vítimas de Covid no Reino Unido estariam vacinadas.

No entanto, dados entre janeiro e julho analisados pelo Escritório de Estatísticas Nacionais (ONS) indicam que apenas 1,2% dos totalmente vacinados morreu de Covid.

No Brasil as mortes caíram substancialmente desde que a vacinação passou a avançar. O país que chegou a ter mais de 4 mil mortos por decorrência da Covid, registrou nesta quarta-feira (20/10) 373 vítimas fatais.
TAGS: live | cfm | bolsonaro |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Carnaval: a tragédia anunciada de uma nova onda de Covid-19
Bolsonaro vê como provocação recepção de Lula por Macron
Manhã na Clube: entrevistas com Laura Gomes (PSB), Micaelly Duarte e José Lopes
Movimento Educar: panorama completo de matemática para o Enem
Grupo Diario de Pernambuco