Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

PLANO DE 10 ANOS

Guedes: 'Indústria brasileira precisa ir à esteira ao invés de engordar vendo Netflix'

Publicado em: 27/09/2021 20:42

 ( Foto: José Cruz/Agência Brasil
)
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Em palestra, nesta segunda-feira (27), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o economista que critica o governo por não ter planejamento “é porque ele não tem um bom treinamento e não está conseguindo entender o programa”, “tem um treinamento com deficiências na Teoria do Equilíbrio Geral”.

Ao participar de evento promovido pela International Chamber of Commerce -ICC Brasil, ele afirmou que esse é um dos vetores "muito claros" para o futuro, assim como alterações no regime de Previdência. "Se você perguntar: o que você gostaria de fazer nos próximos 10 anos? Mudar o regime previdenciário para capitalização. O Brasil vai crescer 5% ao ano, em vez de crescer 2%, 3%", disse ele, pontuando que a reforma já feita pelo governo Jair Bolsonaro foi razoável, mas não transformadora.

No evento, Guedes anunciou o plano de 10 anos da direita: liquidar a previdência e privatizar todas as estatais, inclusive Petrobras e Banco do Brasil (BB). Ministro da Economia diz que projeto é privatizar as estatais de maneira irrestrita: "Qual o plano para os próximos dez anos? Continuar com as privatizações. Petrobras, Banco do Brasil, todo mundo entrando na fila, sendo vendido e isso sendo transformado em dividendos sociais", disse.

“Meu acordo com a indústria brasileira é: vamos sair do Netflix e correr na esteira. A indústria brasileira precisa ir para a esteira ao invés de engordar vendo Netflix”, acrescentou.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Baixas na equipe de Guedes
Trump anuncia planos para lançar nova rede social
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT), Fernandes Arteiro e José Teles
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Grupo Diario de Pernambuco